Prefeitura inaugura nova ciclovia no Centro de São Paulo

domingo, 20 de julho de 2014

A Secretaria Municipal de Transportes inaugurou nesta sexta-feira (18) mais um trecho de ciclovia no Centro de São Paulo. São 2,6 novos quilômetros que se integram aos 7,2 km existentes.

O novo trecho segue da Alameda Eduardo Prado até a Avenida Duque de Caxias pela Rua Guaianases; da Alameda Northman até a Avenida Duque de Caxias pela Alameda Cleveland e da Rua Barra Funda até a Alameda Cleveland pela Alameda Northman. O trajeto passa por pontos importantes da cidade, como o Terminal Princesa Isabel e a Estação Júlio Prestes.

A ciclovia se integra com outra inaugurada este ano e que começa no Largo do Paissandú, passa pela Rua Antônio de Godói, Rua Cásper Líbero e Rua Mauá, até a Sala São Paulo, no Centro da Capital.

Meta: 400 km de ciclovias
A inauguração do novo trecho faz parte do projeto da Prefeitura de São Paulo para implementar 400 km de ciclovias até 2016, final da gestão do prefeito Fernando Haddad. A Prefeitura de São Paulo pretende implantar os 400 km em toda a cidade até dezembro de 2015. O projeto faz parte do Plano de Metas apresentado pelo prefeito Fernando Haddad (PT) para ser executado até 2016, quando termina sua atual gestão.

A Secretaria Municipal de Transportes pretende antecipar a implantação total das ciclovias em um ano para incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte do paulistano.

Segundo estimativas, o custo total das obras é de R$ 80 milhões, ou seja, R$ 200 mil por quilômetro. Parte dos recursos devem ser disponibilizados pelo Fema ( Fundo Municipal do Meio Ambiente) que já possui  R$ 10 milhões do total da obra.

De acordo com a Secretaria, o projeto pretende não eliminar faixas de rolamento para não provocar impactos no trânsito, a não ser em casos específicos. Nesses casos excepcionais serão retirados da faixa esquerda das vias a cobrança da Zona Azul, espaço reservado para o estacionamento de carros e táxis. As calçadas também não devem sofrer interferências, já que é destinada aos pedestres.

As novas ciclofaixas, que irão funcionar 24 horas por dia, devem ser segregadas por tachões, além de balizadores para garantir a segurança do ciclista.

Informações: G1 SP

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960