Região Metropolitanda do Recife precisa de mais linhas de Metrô e VLT

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Quem da Zona Norte da Região Metropolitana do Recife não sonha com um Metrô ou um VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) para ir ao trabalho, escola, lazer entre outros. Depois que o Metrorec inaugurou a Linha Sul, onde hoje já é um sucesso para quem usa devido a uma maior agilidade e eficiência, a população de bairros da zona norte do Recife e cidades vizinhas da capital pernambucana como Olinda e Paulista por exemplo, bem que poderiam ser contempladas com a implantação do metrô.

Segundo o Metrorec, existe sim projetos para essas áreas e o que falta é vontade política, na qual os investimentos recentes vem todos sendo implantados nos BRT’s a serem implantados nestas localidades. Por isso o Blog Meu Transporte solicitou ao Metrorec quais estudos e projetos estão sendo realizados para melhoria da mobilidade urbana na região metropolitana do Recife.

1 – Existe algum estudo para ampliação da rede de Metrô na RMR?
Sim. Após a inauguração da Linha Sul e com a conclusão do PDTU, começamos a estudar novos traçados para ampliação da malha ferroviária.
É notório que a Região Metropolitana do Recife vem enfrentando graves problemas de deslocamentos e pensando em melhorar a vida da população um grupo do Metrô do Recife começou a estudar novos meios de deslocamentos com o intuito de desafogar o trânsito do Recife. Por exemplo:

Para São Lourenço foi idealizado um trajeto seguindo o prolongamento que parte de Camaragibe. Partindo de Recife com um metrô de superfície, pela Av. Caxangá, chegando até Aldeia com integração na estação Camaragibe, sendo esta linha implantada quando for comprovada a necessidade de um equipamento mais eficiente, em substituição ao BRT.
Outro traçado sugerido é partindo de Cajueiro Seco até N. Sra. do Ó, atendendo algumas comunidades que ainda não foram beneficiadas, já que existe previsão de adensamento nesta região, como a comunidade de Olho D’Água,  Cidade Garapú, seguindo por Suape até a praia de N. Sra. do Ó.

Foi pensada também uma linha para desafogar o trânsito na região do Recife Antigo, com um VLT de superfície de piso baixo saindo de Largo da Paz até a Praça do Carmo em Olinda. O objetivo desta linha é trazer para o sistema de transporte público os usuários de automóveis, criando alternativa de mobilidade confortável, onde muitos desses usuários podem deixar seu carro nas estações, que poderão ser providas de amplos estacionamentos.

Para atender à população de Paulista e visando melhorar a mobilidade dessa região, já que estão previstos alguns investimentos nessa região, que ocasionarão um maior adensamento populacional, o grupo sugere uma linha de metrô elevado partindo da estação Joana Bezerra seguindo até o município de Paulista, em Arthur Lundgren.
Como chegou tão perto, o grupo seguiu até Igarassu, saindo de C. Seco, com uma linha de metrô elevada tendo com o propósito de desafogar o trânsito na BR 101 que está travado nos horários de pico e vale, então foi criada esta linha que segue pela comunidade do Ibura, Dois Rios, integrando na estação Barro, já existente, prosseguindo pela Ceasa, Engenho do Meio, Cidade Universitária, passando por Dois Irmãos, integrando no Terminal da Macaxeira, e continuando pelo canteiro central da BR, atendendo também às comunidades de Paratibe, Caetés, Abreu e Lima, Cruz de Rebouças até chegar à estação final Igarassu, com a perspectiva de um prolongamento até a cidade de Goiana, através de um VLT.

Pensando em desafogar o trânsito da região dos Aflitos, Graças, Casa Forte, foi feito um traçado através de equipamento de Metrô subterrâneo, partindo de Parque Amorim (Nova Linha de Arthur Lundgren) até a estação Dois Irmão s (Nova Linha Norte Sul Igarassu/C. Seco).

Ainda existe a linha Cruz Cabugá/Macaxeira, que atenderá a população do Espinheiro, Tamarineira, Casa Amarela, saindo da estação Cruz Cabugá(Nova linha Largo da Paz/Olinda).

E para atender aos empreendimentos que estão surgindo em consequência do evento da Copa do Mundo, que adensará esta região, será construída mais uma estação, Sucupira, no trecho Diesel em operação com destino à Cidade da Copa.

Com todas estas linhas devidamente inauguradas e com o sistema de ônibus e a navegação dos rios Capibaribe e Beberibe se terá um Recife melhor, onde a população conseguirá se deslocar com  qualidade. Assim este grupo de trabalho do Metrô do Recife que se dedica ao estudo da melhoria da mobilidade na cidade do Recife, denomina este projeto de “A cidade que eu quero”.

2 – O que falta em Pernambuco para aumentar ainda mais novas linhas de Metrô?
Este trabalho foi apresentado a algumas pessoas que possam levá-lo a uma instância superior, com o intuito de sensibilizar as esferas governamentais. O grupo aguarda decisão para continuação dos estudos de acordo com as prioridades elencadas.

Precisamos do apoio da população para mostrar aos dirigentes (políticos) o que a população precisa, ou seja, de um transporte de massa com alta capacidade de deslocamento.

Blog Meu Transporte

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960