No Recife, Rodoviários decidem pela greve segunda-feira

quinta-feira, 29 de junho de 2017

A partir da 0h da próxima segunda-feira, motoristas de ônibus, cobradores e fiscais vão parar as atividades. A categoria decretou greve em assembleia na tarde desta quinta-feira, na sede do Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana, no bairro de Santo Amaro. A medida foi tomada após a falta de consenso na reunião de negociação sobre a campanha salarial com os patronais. Segundo a entidade, a decisão pela paralisação foi unânime. Apesar da greve ter sido decretada, nesta sexta-feira, os profissionais não vão aderir ao Dia Nacional de Mobilização contra as reformas da Previdência e trabalhista.

Em nota publicada pelo sindicato nas redes sociais, a categoria informa que "a classe trabalhadora decidiu pela greve devido à falta de disposição da classe patronal em dialogar e buscar melhorias para os trabalhadores e trabalhadoras e todo o transporte público". O Sindicato esclareceu que não irá aderir à paralisação nacional, mas declara total apoio a classe trabalhadora na luta contra as reformas do Governo Federal.

"Após cinco rodadas de negociação com o patronal sem sucesso, fizemos a assembleia e a categoria decidiu parar. Eles ofereceram 4% de reajuste. Nós queremos 14% para cobrir a inflação do período. A gente tentou conversar para negociar e até reduzir o nosso percentual em busca de uma situação melhor para todos, mas eles foram bastante intransigentes e a categoria resolver fazer greve", detalhou o assistente de comunicação da entidade, Genildo Pereira. 

Sobre a paralisação marcada para esta sexta-feira, o Sindicato dos Rodoviários adiantou que recebeu uma notificação judicial. "Se nós paralisarmos, vamos ter que pagar uma multa de R$ 100 mil. Quando é para julgar uma questão que diz respeito ao trabalhador, eles são muito malandros, mas quando é para dar uma sentença favoravel ao patronal ou aos políticos e empresários, eles são muito rápidos", alfinetou o sindicalista. "Se houver alguma participação na rua da categoria, nós não assinamos e nem nos responsabilizamos. Sabemos que é um ato de vários trabalhadores, mas não convocamos nada", adiantou.

Informações: Diario de Pernambuco

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960