Rio de Janeiro, Salvador e Recife entre as cidades mais congestionada do mundo

terça-feira, 22 de março de 2016

Três capitais brasileiras aparecem na lista de 10 cidades do mundo que mais sofrem com trânsito. Um levantamento da empresa TomTom, divulgado nesta terça-feira (22) aponta que, no ranking mundial, o Rio de Janeiro é a quarta cidade onde os motoristas perdem mais tempo em vias congestionadas, depois de Cidade do México, Bangcoc e Istambul, na ordem. No top 10, figuram ainda Salvador (7º) e Recife (8º). Os dados são de 2015.

Por ano, os motoristas do Rio gastam 165 horas da vida em congestionamentos - 66 horas a mais na comparação com 2014 -, o que equivale a ficar mais de seis dias inteiros no trânsito. Na segunda colocada do ranking de cidades brasileiras, Salvador, cada motorista gasta 160 horas extras nos trajetos - 67 horas a mais em relação a 2014.

Em São Paulo, só no congestionamento, os condutores perdem por ano 103 horas no trânsito, ante 77 horas em 2014. O tempo extra gasto nos trajetos, entre 2014 e o ano passado, aumentou em 26 horas. Isso significa dizer que os paulistanos passaram a perder mais de um dia em congestionamentos.

O relatório da TomTom tem como base o Índice de Nível de Congestionamento, que é o tempo adicional (em porcentual) que o motorista levará no trânsito em comparação com uma situação em que não há congestionamento. Utilizando dados de 2015, o TomTom Traffic Index 2016 avalia a situação do congestionamento de trânsito em 295 cidades de 38 países em seis continentes. Esta é a quinta edição do relatório.

Segundo Marcelo Fernandes, diretor de Operações da TomTom para América Latina, a medição aplicada na pesquisa não considera o tamanho dos congestionamentos. É uma comparação entre o tempo que um motorista leva para percorrer o mesmo trajeto em horários de pico e em situações sem congestionamento (das 22 horas às 5 horas). O resultado é o tempo adicional que o condutor leva no trânsito.

"O primeiro passo das cidades é entender por que esse tipo de trânsito é gerado em determinados lugares e, depois, fazer um planejamento urbanístico. Investimento em transporte público é um grande mantra nesse tipo de discussão, desde oferecer mais corredores até informar os horários em que os ônibus passam", disse Fernandes.

De acordo com o diretor da TomTom, as administrações municipais precisam oferecer à população uma alternativa viária para deixar o carro na garagem.

"Fazer com que o transporte seja previsível, por exemplo. Não adianta ter transporte público se você não sabe a hora que o ônibus chega", explicou. 

Para Creso de Franco Peixoto, professor de Transportes da Fundação Educacional Inaciana (FEI), a principal razão para o aumento de horas extras do paulistano no trânsito é a baixa adesão da população às mudanças de mobilidade dos últimos dois anos. "Com o menor número de faixas de tráfego nas vias urbanas para carros, em função da perda de espaço para a passagem de bicicletas e ônibus, o volume de congestionamento ficou maior", afirmou.

Na avaliação de Peixoto, a adesão dos motoristas ao transporte público foi menor do que o esperado e o paulistano continua sem abrir mão do carro.

Lista das capitais brasileiras com pior congestionamento*:

1. Rio de Janeiro: 47%
2. Salvador: 43%
3. Recife: 43%
4. Fortaleza: 33%
5. São Paulo: 29%
6. Belo Horizonte: 27%
7. Porto Alegre: 22%
8. Brasília: 19%
9. Curitiba: 18%

*O porcentual corresponde ao tempo extra gasto no trânsito

Informações: Estadão
READ MORE - Rio de Janeiro, Salvador e Recife entre as cidades mais congestionada do mundo

Em Maceió, Novos ônibus do transporte público chegam e começam a rodar em abril

Aguardado por grande parte da população maceioense, os novos ônibus do transporte público já chegaram na capital alagoana. Cerca de 50 coletivos estão nas garagens das empresas e a previsão é de estarem rodando a partir do mês de abril.

Os veículos chegaram na última semana e seguem o estabelecido no processo licitatório, de que 150 novos ônibus irão reforçar a frota de coletivos existente, até o final deste ano.

De acordo com a assessoria de comunicação da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), 50 veículos vieram da fábrica da “MarcoPolo” em São Paulo e já estão nas garagens das quatro empresas que venceram a licitação do transporte público.

Os novos coletivos são do modelo “Torino” e fabricados em 2014, já estão devidamente padronizados, uma vez que seguirão um padrão de cores por região. A cor amarela representa o Lote 100, que será operado pela empresa “Cidade de Maceió” e compreende o bairro da Serraria e adjacências.

O Lote 200 será operado pela empresa “São Francisco” e atende o bairro de Fernão Velho e região, com a cor azul. A viação “Veleiro” está responsável pelo Lote 300 e vai atender Trapiche da Barra e adjacências, enquanto o Lote 400 com a cor vermelha, será operado pela empresa “Real Alagoas” e vai atuar na região do Benedito Bentes e adjacências.

Os novos veículos serão entregues oficialmente pelo prefeito de Maceió, Rui Palmeira, até o final deste mês de março e começam a rodar a partir de abril.

Por Paulo Chancey Junior
Informações: CadaMinuto
READ MORE - Em Maceió, Novos ônibus do transporte público chegam e começam a rodar em abril

Tarifa de ônibus na grande Goiânia poderá ser paga com cartão de crédito

A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo (RMTC) lança nesta terça-feira (22), o aplicativo chamado “Recarga Agora”, que permite que o usuário do transporte público coletivo na região metropolitana de Goiânia possa pagar a tarifa com cartões de crédito.

A ferramenta pode ser uma alternativa para quem enfrenta dificuldades rotineiras ao comprar créditos para o Cartão Fácil, como a falta de postos de venda, principalmente aos finais de semana e feriados e a não devolução de troco em alguns locais.

Segundo a RMTC, o Recarga permite o pagamento via cartão de crédito das bandeiras Visa e Martercard. O serviço será provido pela empresa RedeTrans, sediada em Porto Alegre, especializada em revenda de créditos de mobilidade Urbana, que atua em todos os modelos de transporte coletivo, tais como: ônibus, metrô, trens e barcas visando melhorar a experiência do cliente final com a mobilidade urbana.

A Redetrans cobrará uma taxa de conveniência – despesas bancárias e funcionalidades do aplicativo. A taxa de conveniência, para os clientes que optarem por esta solução será de 5% sobre o valor da transação. Quem cobra a taxa de conveniência é o provedor do aplicativo e não a RMTC. O preço da tarifa paga pelo cliente será o mesmo da tarifa básica vigente, atualmente R$ 3,70. Não há acréscimo no valor da tarifa.

Informações: Diário de Goiás
READ MORE - Tarifa de ônibus na grande Goiânia poderá ser paga com cartão de crédito

Ônibus articulados inauguram sistema BRT em Aracaju

Nesta segunda-feira (21) foi iniciado o serviço de ônibus articulados em Aracaju.
Os veículos já estão utilizando as faixas exclusivas para ônibus. Ao todo são 10 veículos que estão saindo do Terminal do Bairro Atalaia até o Terminal do Marcos Freire, em Nossa Senhora do Socorro.

Os ônibus fazem parte do sistema BRT é um sistema que prevê corredores e canaletas exclusivas para a circulação de ônibus, a adaptação e modernização dos terminais, sinalização adequada com semáforos sincronizados que abrem com a aproximação dos ônibus.

Segundo o presidente da SMTT, Nelson Felipe, o próximo passo será a colocação das canaletas, estações e outros ajustes para a implantação do sistema BRT.

Informações: G1 SE
READ MORE - Ônibus articulados inauguram sistema BRT em Aracaju

Tesouro autoriza empréstimo de R$ 215 milhões para reforma do metrô de Teresina

A Secretaria do Tesouro Nacional autorizou o Governo do Estado do Piauí a solicitar um empréstimo de R$ 215 milhões para ampliação e modernização da estrutura do metrô da capital. Em entrevista ao Jornal do Piauí desta segunda-feira (21), o presidente da Companhia Metropolitana de Transporte Público (CMTP), Antônio Sobral, afirmou que com a autorização o Estado poderá realizar ainda neste semestre o processo licitatório para iniciar as obras.

"Esse valor faz parte de um recurso total de R$ 445 milhões, o restante é do Orçamento Geral União, mas com essa autorização da STN já poderemos começar. Inicialmente, esse dinheiro será utilizado para melhorias da estrutura existente. Teremos a duplicação da linha, mais uma ponte no rio Poti, mais três viadutos na região central de Teresina e a compra de 8 trens novos para melhorar o atendimento ao usuário do sistema", informou o presidente da CMTP.

De acordo com Antônio Sobral, o metrô de Teresina seguirá o modelo usado em Fortaleza. "O metrô terá um novo padrão de eficiência e com certeza trará mais conforto para o usuário. Com esses novos trens que vão chegar, teremos não só mais conforto como a diminuição no tempo de espera", acrescentou.

Atualmente, o metrô de Teresina atende cerca de 8 mil pessoas em uma única linha que liga a zona Sudeste ao Centro da cidade. Dentre as melhorias previstas pela CMTP, está a ampliação para outra zonas.

Por Lucas Marreiros
Informações: Cidade Verde
READ MORE - Tesouro autoriza empréstimo de R$ 215 milhões para reforma do metrô de Teresina

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960