Reajuste na tarifa de ônibus em Manaus será decidido nesta quarta-feira

terça-feira, 15 de novembro de 2016

O Superior Tribunal de Justiça vai julgar, na próxima quarta-feira, o recurso impetrado pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) contra liminar da desembargadora Encarnação das Graças Sampaio, que suspendeu o reajuste da tarifa do transporte coletivo em Manaus em abril deste ano.

À época, o Sinetram tinha em mãos uma decisão do desembargador Ari Moutinho permitindo o reajuste para R$ 3,54. No entanto, a liminar impediu o reajuste, que se arrasta em uma longa briga judicial desde então.  Em setembro, cinco dias antes da eleição do primeiro turno, o próprio STJ decidiu favoravelmente, em caráter liminar, ao reajuste, mas na ocasião  o Sinetram optou por aguardar o julgamento do mérito para majorar a tarifa.

Mesmo em caso de sucesso no recurso, que tem a relatoria da presidente do STJ, Laurita Vaz, a tarifa ainda não deve aumentar. É  o que afirma o assessor jurídico do Sinetram, Fernando Borges. Segundo ele, ainda há uma outra liminar impedindo o aumento em fase recursal,  e somente após o julgamento do mérito nas duas causas é que haverá uma posição definitiva.

O julgamento acontece mesmo dia que os rodoviários de Manaus prometem uma greve-geral, cobrando a assinatura do dissídio coletivo. O Sinetram recorreu da greve e aguarda uma decisão do Tribunal Regional do Trabalho sobre o caso.  

Informações: A Critica

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960