Prefeitura do Rio libera pista central da Avenida Brasil à circulação de veículos a partir de segunda

domingo, 10 de julho de 2016

A Prefeitura do Rio informa que, a partir das 4h desta segunda-feira (08/07), a pista central da Avenida Brasil será liberada à circulação dos veículos. Os trechos ocupados pelas obras do corredor do BRT Transbrasil, entre o Caju e a Ilha do Governador e do Trevo das Margaridas ao Trevo das Missões, serão reabertos ao trânsito.  Sem as interdições, as faixas seletivas estarão em operação exclusiva para os ônibus — os táxis não poderão circular pela faixa exclusiva. A partir de 25 de julho, as seletivas serão parte integrante do sistema de faixas olímpicas. 

As obras de requalificação da Avenida Brasil com a implantação do corredor BRT Transbrasil trouxeram mais um beneficio. A reformulação do traçado e a redistribuição das faixas permitiram à Secretaria Municipal de Transportes (SMTR) aumentar a capacidade do corredor exclusivo de ônibus na via, adicionando mais uma faixa no trecho entre Irajá (Avenida Meriti) e Caju (Rua Ricardo Machado). A mudança está em sintonia com a diretriz de mobilidade urbana da prefeitura, que prioriza o transporte público nos principais corredores viários.

Ao longo da Avenida Brasil serão instaladas placas e faixas informativas sobre a utilização do corredor exclusivo somente por ônibus autorizados e o limite de velocidade de 80 km/h. Haverá ainda equipamentos de fiscalização eletrônica para garantir que as pistas seletivas sejam utilizadas somente pelos ônibus. Os veículos não autorizados flagrados em circulação nas faixas restritas estarão sujeitos à aplicação de multa grave, com a perda de cinco pontos na CNH do condutor.

Contagens do fluxo de veículos feitas durante o período das obras mostraram que, nas duas faixas liberadas ao tráfego, a circulação na pista central de ambos os sentidos da manteve uma média de 450 coletivos/hora, e aproximadamente 2.900 veículos de passeio/hora nos horários de pico.

Considerando a taxa de ocupação da via, a transferência dos ônibus para a faixa exclusiva permitirá um aumento de capacidade da pista central de aproximadamente 1.000 veículos/hora, sem perder a média de fluidez verificada atualmente. Além disso, ao dobrar a capacidade da pista exclusiva de ônibus, espera-se considerável redução do tempo de viagem do transporte público nesses trechos.

Transbrasil atinge 50% das obras executadas

Com vários trechos prontos em um total de 10,9 km de vias requalificadas para receber a Transbrasil, as obras do corredor de BRT já contabilizam 50% de execução. Entre o Caju e o viaduto na altura de Ramos - que interligará os corredores expressos Transcarioca e Transbrasil - foram concluídos 5,2 km de pista expressa, com duas faixas de rolamento em pavimento rígido (concreto) e mais duas faixas em pavimento flexível (asfalto), nos dois sentidos.

Também foram concluídos mais 3,3 km de pista expressa entre o Trevo das Missões e o Trevo das Margaridas. Já entre o Ceasa e a altura do bairro de Guadalupe foram finalizados 2,4 km de pista seletiva, com uma faixa por sentido em pavimento rígido de concreto. Até o momento, a obra já empregou mais de 39 mil metros cúbicos de concreto e mais de 75 mil toneladas de asfalto.

As intervenções na Avenida Brasil também eliminaram pontos de alagamento. Já foram concluídas as melhorias na rede de drenagem na altura das localidades Fazendinha, Vista Alegre e Parada de Lucas. O trabalho foi parcialmente finalizado nas redes localizadas na altura da Ilha do Governador, Ramos, Manguinhos, Caju e Penha, com a construção de 5.122 metros de galerias pluviais.

Os viadutos exclusivos para o BRT estão em fase de execução. Na altura de Ramos, com aproximadamente 500 metros, já é possível ver a estrutura de um deles; assim como os viadutos centrais ao longo da Avenida Brasil, na altura da Avenida Martin Luther King; da Rua Cajurana e da Estrada João Paulo.

Até o fim deste mês, continuará em execução o serviço de pavimentação flexível nas pistas laterais, entre Caju e o viaduto de Ramos, e nas pistas centrais, entre o Ceasa e Guadalupe. Também será concluída a construção do viaduto de Deodoro, assim como a implantação de nova sinalização e de limitadores de altura nos trechos já finalizados na via, inclusive no viaduto de Deodoro. Estão sendo executadas ainda melhorias na pista seletiva, na altura da Penha.

Para facilitar a mobilidade, durante o mês de agosto, as obras do BRT Transbrasil ficarão paralisadas. Os operários estarão em férias coletivas e retornarão ao trabalho no dia 5 de setembro. 

Informações: Jornal do Brasil

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960