Santos recebe mais um trem para integrar sistema do VLT

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Santos recebeu, na madrugada desta quarta-feira (1), o 15º trem do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que vai operar no trecho entre o Terminal Porto e o Terminal Barreiros, em São Vicente. A promessa é que até o ano que vem outros sete veículos sejam enviados ao Município, totalizando 22 composições compradas pelo Estado. 

Com capacidade para 400 usuários, o VLT tem 2,65 metros de largura por 44 metros de comprimento e 3,20 metros de altura.

Conforme informações da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos de São Paulo (EMTU), o VLT atende, atualmente, a média diária de 1.750 usuários, das 7h às 19 horas. Os seis veículos que já estão em funcionamento funcionam com intervalo de dez minutos entre as estações Mascarenhas de Moraes, em São Vicente, e Pinheiro Machado, em Santos. 

A promessa é que até 2017 outros sete veículos sejam entregues (Foto: Alexsander Ferraz)
Nove das 15 estações previstas no trecho Barreiros – Porto já recebem o VLT: Mascarenhas de Moraes, São Vicente, Emmerich, Nossa Senhora das Graças, José Monteiro, Itararé e João Ribeiro, em São Vicente; Nossa Senhora de Lourdes e Pinheiro Machado, em Santos. 

Integração com ônibus 

Prevista para ocorrer na segunda quinzena deste mês, a integração do VLT com as linhas de ônibus metropolitanas ainda é um mistério. Isso porque, apesar do sistema entrar em funcionamento ainda este mês, a EMTU ainda não definiu quais linhas estarão integradas ao sistema, nem tampouco qual será o valor cobrado pela tarifa. 

Em nota enviada à Reportagem, a empresa informou apenas que o contrato de concessão com o Consórcio BR Mobilidade, empresa que opera o novo cartão transporte metropolitano da Baixada Santista, já está vigorando desde janeiro. 

O chamado BR Card passará a ser usado, a partir da segunda quinzena de junho, nos coletivos operados pelas empresas Breda, Translitoral, Bertioga e Intersul, no VLT e na integração entre os dois meios de transporte. Nos veículos da Piracicabana, o atual cartão continuará funcionando até 31 de dezembro.

Conforme divulgado por A Tribuna, em reportagem publicada no último dia 21, a confecção do BR Card é gratuita, mas, para retirá-lo, o usuário deverá carregá-lo com ao menos duas passagens de valor mínimo, totalizando R$ 7,60. Ou seja, na prática, o usuário terá de pagar pelo cartão.

Para transferir créditos do atual cartão para o novo, será necessário procurar a empresa permissionária, pois, conforme a EMTU, cada uma terá procedimentos próprios.

Quem quiser tirar dúvidas deve entrar em contato pelo telefone 3344-3004, de segunda-feira a sábado, das 7 às 19 horas, ou pelos e-mails sac@viacaobertioga.com.br e sac@translitoral.com.br.

Informações: A Tribuna

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960