Sistema BRT/Vetor Sudeste é tema de reunião em Uberaba

domingo, 3 de abril de 2016

A implantação do corredor do transporte coletivo do Sistema BRT/Vetor Sudeste, na Avenida Guilherme Ferreira, em Uberaba, foi tema de uma reunião na noite desta quinta-feira (31). Durante o encontro, a Secretaria de Planejamento e Gestão Urbana apresentou à comunidade, usuários e comerciantes, os detalhes do projeto do terminal Sudeste.

A reunião teve o objetivo de esclarecer dúvidas em relação à implantação do projeto. Uma das maiores queixas indagadas é em relação às vagas de estacionamento nas ruas e avenidas. “Não vai diminuir tamanho de calçada e nem retirar estacionamento ao longo de todo o trecho e em ambos os lados”, explicou o secretário de Planejamento e Gestão Urbana, Marcondes Nunes de Freitas.

De acordo com a Secretaria de Planejamento e Gestão Urbana, o projeto original foi modificado e o atual prevê o corte de cerca de 50 árvores para a construção do BRT nos corredores Sudeste e Sudoeste. No entanto, segundo a Secretaria, serão plantadas três mil árvores nesses dois trechos até o final da obra.

Representantes de um movimento em defesa ao meio ambiente também estiveram presente no encontro. O grupo apresentou um abaixo-assinado, que foi entregue ao Ministério Público, pedindo a paralisação da obra do BRT. “A retirada das árvores representa um aumento ainda maior na temperatura. A gente questiona que a mobilidade urbana deva considerar os outros aspectos e não só o ‘ir’ e ‘vir’”, argumentou o ambientalista Carlos Perez.

A Secretaria de Planejamento informou ao MGTV que irá estudar as reivindicações de moradores e comerciantes da região feitas durante a reunião desta quinta-feira.

BRT Sudeste
O novo corredor do Sistema BRT atenderá cerca de 80 mil passageiros e terá quase quatro quilômetros de extensão. Ao todo, serão nove estações nas avenidas Bandeirantes, Abílio Borges de Araújo, Nelson Freire e Guilherme Ferreira até a Leopoldino de Oliveira.

Informações: G1 Triângulo Mineiro

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960