Motoristas e cobradores de ônibus de Teresina encerram greve após 17 horas

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Após 17 horas de greve geral, o sistema de transporte público de Teresina voltou a funcionar normalmente. A decisão foi dada após uma reunião no final da tarde desta sexta-feira (26) na Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans).

Participaram do encontro representantes do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário (Sintetro), da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans) e o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (Setut).

De acordo com o presidente do Sintetro, Francisco das Chagas, as empresas se comprometeram em honrar todas as pendências que a categoria exigia. “Na reunião as empresas sinalizaram um acordo e se comprometeram em pagar todas as pendências que tinham com a categoria, e assim, finalizamos a greve que tínhamos iniciado a 00h00 de hoje”, disse. 

Dentre as reinvindicações, a categoria pedia o pagamento do reajuste salarial acordado no ano passado que foi de 12,36% sobre o valor do salário, reajuste dos planos de saúde, pagamento de férias, melhorias nos terminais de ônibus, fim do pagamento pelos cobradores dos valores levados em assaltos e entrega de duas fardas anuais.

Durante o período de greve estavam circulando na cidade os ônibus particulares cadastrados pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (Strans), além dos 30% da frota que são garantidos pela lei.

Por Francisca Pinto
Informações: GP1


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960