Exportações de ônibus Volvo já superam vendas no Brasil

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

A Volvo registrou redução drástica nas vendas de ônibus na América Latina em 2015. As entregas de chassis diminuíram 45% na comparação com 2014, para apenas 1,7 mil unidades. A queda só não foi mais drástica por causa das exportações. As vendas dos veículos produzidos na fábrica da companhia em Curitiba (PR) a outros mercados responderam por 51% do total de negócios, ou 884 unidades. 

Luis Carlos Pimenta, presidente da Volvo Bus para América Latina, espera manter o mesmo equilíbrio este ano com volume semelhante. Segundo ele, a projeção inicial era de aumento das vendas no mercado brasileiro por causa da proximidade das eleições municipais, o que costuma acelerar licitações para chassis urbanos. O início do ano, no entanto, indicou que o cenário não é tão promissor.

“Enquanto o segmento de caminhões está em crise desde o ano passado, o de ônibus enfrenta dificuldades desde 2014 e não devemos ter retomada em 2016”, avalia. Pimenta lembra que a licitação para a compra de ônibus no município de São Paulo, maior mercado do País, foi adiada e só deve acontecer depois de 2017. Também há atrasos em outras capitais, como Porto Alegre (RS). “A única cidade que vem cumprindo os prazos é o Rio de Janeiro, que está implementando corredores de ônibus que devem gerar demanda por 650 modelos pesados.”

No segmento de veículos rodoviários, a nova legislação para transporte viagens interestaduais frustrou as expectativas do setor e não deve ser incentivo intenso para as compras. “O efeito não será tão imediato. Devemos ter volume adicional de 500 a 600 chassis por ano no mercado”, projeta Pimenta.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960