Em Salvador, Rodoviários esperam acordo para não recolher ônibus às 18h

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Por conta de um desentendimento com a prefeitura em relação à gratificação da categoria, os rodoviários continuam ameaçando rodar em horário reduzido durante o Carnaval, mas esperam uma proposta do secretário de mobilidade de Salvador, Fábio Mota, nesta quarta-feira, 3, véspera da festa.
Edilson Lima | Ag. A TARDE

Segundo o diretor de imprensa do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, a entidade não chegou a se reunir com os representantes do município, mas percebeu, em entrevistas do chefe da pasta de mobilidade, a chance de chegar a um acordo com a prefeitura.

A ideia dos rodoviários é rodar das 6h às 18h a partir da quinta-feira, 4, primeiro oficial de festa, como forma de protesto. "A categoria tinha feito um acordo com a prefeitura para receber R$ 1,5 milhão como gratificação para funcionários que trabalhassem no Carnaval. Mas depois o secretário Fábio Mota informou que seria pago apenas R$ 800 mil", disse o presidente do sindicato, Hélio Ferreira.

O secretário, por sua vez, afirma que em nenhum momento foi oferecido pelo governo municipal uma gratificação no valor de R$ 1,5 milhão. "Sabemos que vivemos uma situação difícil no país. Impossível uma renumeração sair de R$ 700 para R$ 1,5 milhão", explicou.

Mota disse ainda que a prefeitura apenas intermedeia a negociação entre funcionários e empresários. "Juridicamente os rodoviários não são funcionários da prefeitura. O governo municipal apenas faz a mediação dos acordos. Como no ano retrasado [2014] que foi ofertada gratificação de R$ 600 mil e, em 2015, quando valor foi de R$ 700 mil", relatou.

O diretor de relações sindicais do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Salvador (Setps), Jorge Castro, confirmou que não foi oferecido R$ 1,5 milhão de gratificação aos rodoviários, e que estão negociando para evitar a greve. "Temos uma situação grave para resolver. Teremos que negociar para evitar a redução do transporte durante o Carnaval", contou Castro.

Em nota, a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) informou que está mediando a negociação entre rodoviários e empresários de ônibus de Salvador para tentar evitar a paralisação.

Informações: A Tarde


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960