Após dois dias sem ônibus, 70% da frota voltará às ruas de São Luís

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Apenas 70% dos serviços de transporte coletivo da capital maranhense voltam a funcionar, segundo informou ao G1, por telefone, a assessoria do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (STTREMA). A decisão foi tomada depois que o Tribunal Regional do Trabalho no Maranhão (TRT-MA) decretou a ilegalidade da greve, atendendo solicitação feita pela Procuradoria Geral do Município (PGM) de São Luís. 
Foto: Biaman Prado / Jornal O Estado

O Município alegou que os rodoviários informaram, por meio de ofício, que a categoria deflagraria a greve geral, mas que não constava o percentual mínimo estabelecido por lei para a garantia da prestação de serviços indispensáveis ao atendimento das necessidades da comunidade, que é o caso do transporte coletivo.

Com isso, os motoristas e cobradores de ônibus retomam a partir da 0h, desta quarta-feira (24), os serviços em todas as linhas e itinerários, e em todos os horários, a fim de não causar transtorno à população na capital.

Por nota enviada ao G1, o SET afirma ter entrado “em acordo com os rodoviários e confirmou o término da paralização”. O sindicato dos empresários diz ainda que “está confirmada a normalização no sistema do transporte coletivo em são luís para esta quarta-feira”, diferente do que foi anunciado pelos rodoviários.

Reunião de apreciação
A categoria dos rodoviários mantém estado de greve até que o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) realize o pagamento do adiantamento salarial, conforme firmado em convenção coletiva de trabalho.

Na manhã desta quarta-feira (24), dirigentes do sindicato dos trabalhadores se reunirá para apresentar a categoria a proposta feita pelo SET.

Os empresários propuseram pagar os motoristas nesta quarta e realizar o pagamento dos cobradores até sexta-feira (26).

Se os trabalhadores concordarem com a proposta haverá a normalização no sistema do transporte coletivo, segundo explicou o presidente da categoria Isaias Castelo Branco. Além disso, o acordo será homologado no TRT-MA em reunião na tarde desta quarta-feira.

Notificação do Procon
Também nesta terça-feira (23), o Procon no Maranhão notificou o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) e o Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário no Maranhão (Sttrema) exigindo medidas para contornar os prejuízos causados aos consumidores pela greve dos rodoviários de São Luís.

De acordo com o Procon, o SET deverá regularizar no prazo de 24 horas o pagamento dos salários dos trabalhadores. Já o Sttrema deverá garantir pelo menos 30% das viagens durante o período de greve, quantitativo que deve ser aumentado para 70% nos horários de pico. Em caso de descumprimento, os respectivos sindicatos serão submetidos às penalidades administrativas e civis cabíveis.

Paralisação
A capital maranhense amanheceu pelo segundo dia consecutivo praticamente sem ônibus. Na madrugada desta terça-feira (23), representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Maranhão (Sttrema) amanheceram nas garagens de algumas das empresas para orientar a categoria sobre a paralisação, que segundo o Sttrema, agora, é por tempo indeterminado.

Informações: G1 MA


Colabore com o Blog Clicando nos anúncios da página

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960