Integração entre ônibus municipais do Rio e metrô terá desconto

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Os passageiros que fazem integração de ônibus municipais no Rio com o metrô passarão a pagar única tarifa com desconto no Bilhete Único. Os BRTs também serão incluídos na integração tarifária com o metrô. A medida será implantada até junho deste ano, informou o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osorio, em visita às obras da Linha 4 nesta terça-feira. 

O valor da integração ainda não foi definido. "Esse é mais um legado do processo de integração propiciado pelos Jogos Olímpicos e um grande benefício aos usuários do transporte público. Essa era a última integração de massa que faltava no Rio de Janeiro. Com essa integração esperamos que mais pessoas deixem o carro em casa utilizando os modais de alta capacidade, no caso o BRT e o metrô”, disse Osorio.

As secretarias estadual e municipal de Transportes assinaram, na semana passada, o convênio que irá estabelecer como será viabilizada a integração entre os modais. Não haverá subsídio municipal nem estadual. Ainda será decidida a forma de divisão de custos entre o Rio Ônibus e o MetrôRio para garantir o desconto aos passageiros.

De acordo com a Secretaria Estadual de Transportes, a medida, que faz parte do processo de integração e otimização do sistema de mobilidade do Rio de Janeiro, vai, além de gerar uma economia aos passageiros que utilizam os dois modais, agilizar o embarque, já que não será necessária a aquisição do segundo bilhete, e incentivar o uso do transporte público. 

Aumento de tarifa no metrô

O secretário Carlos Roberto Osorio lembrou que a tarifa do metrô (atualmente de R$ 3,70) será reajustada em abril. Segundo ele, a revisão anual é prevista em contrato e leva em conta a variação da inflação no período. O preço da nova passagem ainda não foi calculado pela Agetransp (agência reguladora dos transportes do estado), responsável por fixar o valor. No último sábado, os ônibus municipais também aumetaram, indo de R$ 3,40 para R$ 3,80.

A Agetransp já havia autorizado o aumento das tarifas de barcas a partir do dia 12 de fevereiro e dos trens, a partir do dia 2 do mesmo mês. O valor das barcas passará de R$ 5 para R$ 5,60 e o dos trens, de R$ 3,30 para R$ 3,70. Para passagens pagas com Bilhete Único, o valor dos trens subirá dos atuais R$ 3,20 no bilhete para R$ 3,60, e o das barcas, dos atuais R$ 3,50 no cartão para R$ 4,10.

O Bilhete Único Intermunicipal, que permite o uso de um transporte municipal e outro intermunicipal no intervalo de até três horas, será reajustado dos atuais R$ 5,90 para R$ 6,50 a partir do dia 1º de fevereiro.

Por Gustavo Ribeiro

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960