Obras da Linha 4 do metrô do Rio estão 75% concluídas

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

A Linha 4 do Metrô, que ligará Ipanema à Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, está 75% concluída, informou hoje (5) o secretário estadual de Transportes, Carlos Roberto Osório. A linha é um dos compromissos assumidos pelo Brasil com o Comitê Olímpico Internacional em 2009, durante a disputa para sediar os Jogos de 2016. 

De a cordo com o secretário, são cerca de 16 quilômetros de trilhos, por onde passarão diariamente mais de 300 mil passageiros. À tarde, Osório esteve no canteiro de obras com representantes das associações de Moradores e Comercial da Barra da Tijuca.

"Teremos também a ponte estaiada concluída até o fim deste ano. Com isso, entramos numa etapa de acabamento de colocação de trilhos e instalação da sinalização metroviária, de modo que, em abril e maio, iniciemos os testes, sem passageiros."

O secretário afirmou que, no dia 1° de junho de 2016, o metrô entrará em operação assistida, levando passageiros fora do horário de pico. Segundo ele, a operação comercial começará em 1° de julho, ligando a Barra da Tijuca ao Jardim Oceânico e Ipanema. Para Carlos Osório, esse será o maior legado dos Jogos para a população do Rio.

A ponte é suspensa por cabos de aço e ligará os túneis construídos no Morro do Focinho do Cavalo à Estação Jardim Oceânico, sobre o canal da Barra da Tijuca, único recho onde os trens poderão ser vistos fora do subterrâneo. 

Os cabos de aço recentemente instalados na ponte e as estruturas de concreto já alcançaram 54 dos 72 metros de altura. O trecho estaiado terá 250 metros de extensão. Na Estação Jardim Oceânico, as plataformas de embarque e desembarque, escadas e bilheterias já estão prontas.

Ao todo, 12 quilômetros de túneis foram escavados entre a Barra e Ipanema, faltando 1,3 Km na ligação metroviária. A Estação Gávea teve o projeto alterado, de modo a ampliar a possibilidade de futuras expansões da malha metroviária do Rio. Na Estação Jardim de Alah, no Leblon, zona sul, que, em 10 de julho, recebeu o Tunnel Boring Machine, o ‘Tatuzão’, está sendo construído o último acesso de passageiros à estação. 

"A velocidade média do Tatuzão está acima do esperado. Temos absoluta confiança na execução dos prazos e no cumprimento do cronograma. Chegamos nessa marca de um ano antes dos Jogos Olímpicos com a Linha 4 do metrô absolutamente dentro do cronograma e com uma segurança muito grande", concluiu Osório.

Por Armando Cardoso
Informações: EBC

READ MORE - Obras da Linha 4 do metrô do Rio estão 75% concluídas

Em Salvador, Carros flagrados em via exclusiva de ônibus ficarão apreendidos

Os motoristas que forem flagrados trafegando pela faixa exclusiva de ônibus da capital baiana terão os carros apreendidos e multados a partir de hoje (06). Segundo a Superintendência de Trânsito e Transportes de Salvador (Transalvador), em publicação feita no Diário Oficial do Município desta quinta-feira, a infração passou a ser considerada gravíssima e o valor da multa é de R$ 191,54. 

Ainda de acordo com a publicação, os veículos apreendidos serão encaminhados para o pátio da Transalvador. O proprietários dos veículos recolhidos só poderão retirá-los da custódia a partir do primeiro dia útil após a apreensão.

Segundo o órgão de trânsito, a medida é baseada no artigo 3º da Resolução do Contranº 53/1998 que prevê que a Transalvador fixe um prazo para manter veículos sob custódia.

"A medida foi tomada pela Transalvador em conformidade com a nova resolução de trânsito. A partir de agora, os motoristas que forem flagrados trafegando na via de ônibus serão apreendidos e levados para o pátio da Transalvador. Os custos da remoção são iguais aos de outras ocasiões. O proprietário do veículo arcará com a despesa do guincho, que é de R$ 240 para veículos de menor porte. Já os veículos de maior porte, o cálculo é feito a partir da quantidade de eixos", explicou o diretor de trânsito da Transalvador, Marcelo Correa. 

Ainda segundo Correa, a fiscalização nas vias públicas será intensificada para coibir o tráfego de veículos nas vias exclusivas para ônibus. "Nós já temos permanentemente a fiscalização eletrônica, que funciona 24 horas por dia. Esporadicamente, a Transalvador também faz blitz nas cidades. Nós também já realizamos operações especiais na cidade, e pretendemos entender essas operações para manter a fiscalização", explicou. 

Atualmente, segundo a Transalvador, duas vias e uma faixa para ônibus estão em funcionamento em Salvador. As vias estão localizadas nas avenidas Vasco da Gama, e da Paralela até a ACM. Já a faixa com tráfego proibido está na avenida Paulo VI, na Pituba. A proibição é válida 24 horas por dia, todos os dias da semana. 

Informações: Correio 24 Horas


READ MORE - Em Salvador, Carros flagrados em via exclusiva de ônibus ficarão apreendidos

Lei exige ar condicionado nos ônibus de Natal e acaba com dupla função

O prefeito Carlos Eduardo (PDT) sancionou nesta quarta-feira (5) a lei que estabelece normas complementares à organização do Sistema Municipal de Serviços Públicos de Transportes Coletivos Urbanos de Passageiros de Natal. De acordo com o texto da lei, todos os ônibus deverão ter ar condicionado até o fim do contrato de concessão. A lei será base para a licitação de transporte público de Natal.

"No ato da assinatura do contrato, o concessionário deverá apresentar ao órgão gestor, declaração de que dispõe para uso imediato, 20% de ônibus padronizado, com câmbio automático, motor traseiro e ar condicionado, obrigando-se, gradativamente, a incorporar na frota, o mínimo de 10% ao ano, até que ao término do contrato de concessão haja a integralização total de 100% de veículos nessas condições", diz o texto.

A lei prevê ainda que as linhas diurnas deverão operar todos os dias da semana no período das 5h à 0h ao menos. Nos sábados, domingos e feriados as linhas serão operadas com horários e frotas definidos pelo órgão gestor, sem prejuízo de eventuais linhas especiais. O estudante terá direito a realizar o pagamento da meia passagem em espécie (dinheiro) desde que esteja portando identidade estudantil aprovada pelo Município.

Além disso, a gratuidade para os idosos no primeiro ano de contrato de ônibus e alternativos será concedida a pessoas a partir de 64 anos de idade, com idosos com 63 anos sendo beneficiados a partir do segundo ano e assim sucessivamente, até que a gratuidade seja implementada para idosos a partir de 60 anos.

A lei também veta a dupla função e determina que as empresas tenham 60% de cobradores no primeiro ano do contrato celebrado; 70% de cobradores no segundo ano do contrato celebrado; 80% de cobradores no terceiro ano do contrato celebrado; 90% de cobradores no quar to ano do contrato celebrado e 100% de cobradores a partir do quinto ano do contrato celebrado.

Informações: G1 RN

READ MORE - Lei exige ar condicionado nos ônibus de Natal e acaba com dupla função

Curitiba implanta validadores do cartão transporte com reconhecimento facial

A Urbs iniciou a implantação de validadores do cartão transporte que fazem reconhecimento facial. Os equipamentos permitem a conferência dos dados de usuários que possuem isenção no pagamento da passagem, contribuindo para evitar fraudes. Sempre que houver diferença entre a imagem do usuário registrada no banco de dados da Urbs e a imagem captada pelo aparelho, o cartão será bloqueado.

São 270 equipamentos que serão instalados em terminais e estações tubo com maior índice de utilização do cartão transporte isento. Os testes para implantação do novo sistema começaram a ser feitos em julho, com a instalação de validadores nas estações Morretes, Carlos Dietzsch e Vital Brasil, na República Argentina, todas no sentido Centro. Até o fim deste mês, todos devem estar instalados.

Ao contrário de equipamentos similares já existentes no mercado, os novos validadores com reconhecimento facial são compactos, com câmera embutida. Aparentemente têm pouca diferença com os demais usados em Curitiba.

O cartão de isento de Curitiba tem fotografia do usuário, feita no sistema da Urbs no momento da emissão do cartão. O reconhecimento facial vai além de características como cor e corte de cabelo ou uso de maquiagem, por exemplo. Ele estabelece a identidade pelo sistema biométrico, que leva em conta medidas específicas de características individuais.

De acordo com estimativa da Urbs, baseada no resultado obtido em outras cidades que instalaram sistemas similares, de 20% a 25% dos cartões de isentos podem estar sendo usados por outras pessoas.

"Não sabia que existia isso, mas acho muito bom porque dá segurança, pois ninguém vai poder usar meu cartão", afirma a aposentada Maria Lydia Baptista da Silva, de 72 anos. Ela conta que utiliza o transporte coletivo o tempo todo. "Faço tudo de ônibus, vou e volto sem problema".

O aposentado Rinaldo Scheer, de 82 anos, também aprova o novo equipamento. "Se ajudar a trazer mais segurança, impedir fraudes, é bem-vindo", diz Scheer, que também se desloca várias vezes por dia, sempre de ônibus.

O cobrador Celson José Pasquale nota a diferença. "Fica muito mais tranquilo, o próprio validador faz a confirmação da identidade, o que é muito melhor", afirma.

Além do reconhecimento facial, o equipamento mantém todas as outras funcionalidades, a começar pela validação dos créditos. Funcionando em um computador embarcado e compacto, o sistema faz a gestão financeira e de frota, controle online do status de cada linha, a telemetria do ônibus, avisos de situações de emergência e de comboio, horário de ônibus atrasado e adiantado, informação ao usuário do tempo de chegada e saída dos próximos ônibus nos terminais e ponto (com a mesma precisão dos metrôs) e integração com o sistema de prioridade seletiva para interseção semafórica inteligente, entre outros.

Isenção

O sistema de transporte de Curitiba tem, atualmente, 215.134 isentos cadastrados o que significa que eles se deslocam de ônibus gratuitamente utilizando cartão transporte emitido pela Urbs.  São pessoas com mais de 65 anos, pessoas com deficiência, acompanhantes, aposentados por invalidez e fiscais e operadores do transporte que, somados, utilizam o cartão transporte 700 mil vezes por mês, em média.

Se acrescentadas as categorias que têm direito à isenção sem cadastro  - oficiais de Justiça, carteiros, policiais militares, guardas municipais e estudantes do passe escolar -  o número de passagens isentas chega a 2,9 milhões por mês. Definidas por legislação específica, as isenções representam 14% do custo do transporte coletivo

O cartão isento é emitido pela Urbs desde que o usuário atenda as condições exigidas por lei - informações disponíveis em http://www.urbs.curitiba.pr.gov.br/utilidades/tarifas. Neste mesmo espaço é possível confirmar horário e locais de atendimento.

O reconhecimento facial é mais um passo do processo de modernização do cartão transporte iniciado em agosto do ano passado, com a criação do cartão avulso e de 25 pontos credenciados pela Urbs para carga do cartão.

Há pouco tempo o cartão transporte passou a ter mais uma funcionalidade: a de ampliar o tempo do sinal verde para travessia segura de idosos e pessoas com dificuldade de locomoção, sistema já instalado pela Prefeitura em  13 cruzamentos.

A participação do cartão transporte passou da média de 50% dos usuários em 2012 para 62% em junho deste ano, o maior índice desde a implantação do sistema de bilhetagem eletrônica, há mais de uma década. Isso significa que do total de passagens pagas em junho, 62% foram com cartão transporte.

O cartão transporte é a principal ferramenta de melhoria da segurança no sistema porque reduz o volume de dinheiro em espécie nos ônibus, estações e terminais. Outros benefícios são a praticidade, a agilidade na hora de passar na catraca e a possibilidade de manter o cartão à mão sem necessidade abrir bolsas e carteiras dentro do ônibus.

READ MORE - Curitiba implanta validadores do cartão transporte com reconhecimento facial

Operação comercial da Linha 15-Prata do monotrilho começa na segunda

A operação comercial da Linha 15-Prata do monotrilho começa na próxima segunda-feira (10), inicialmente entre 7h e 19h, informou o SPTV nesta terça-feira (4). O primeiro trecho que será aberto tem 2,9 km de extensão e fica entre o Oratório e a Vila Prudente, onde faz integração com a Linha 2-Verde do Metrô. Será o primeiro monotrilho em operação no país.

Por causa da inauguração nesta segunda-feira, as visitas controladas serão suspensas nesta quarta-feira (5)  para a realização dos últimos ajustes dos equipamentos e sistemas. A tarifa de R$ 3,50 também passará a ser cobrada, com preço igual aos bilhetes da CPTM e do Metrô.

Quando estiver completa, ligando o Ipiranga a Cidade Tiradentes, a Linha 15 vai transportar 500 mil pessoas diariamente. Serão 18 estações e 26,6 km de extensão. Os trens do monotrilho trafegam a 15 metros de altura e têm sua operação totalmente automática.

Atrasos
Em 2009, o então governador José Serra (PSDB) disse que a expectativa era que a Linha 15-Prata chegasse da Vila Prudente a São Mateus até 2010, com a expansão até Cidade Tiradentes concluída em 2012.

Depois, em julho de 2013, a entrega do primeiro trecho foi prometida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para janeiro de 2014. Quando o prazo chegou, a abertura foi adiada para março e, finalmente, a operação assistida começou em agosto do ano passado.

Em março deste ano, o secretário Estadual de Transportes, Clodoaldo Pelissioni, afirmou que o desvio do Córrego Mooca, essencial para a construção das próximas três estações da linha, começaria em abril e seria concluído em 15 meses.

Explosão
Na madrugada de 29 de junho de 2014, quatro pessoas não identificadas tentaram explodir uma das colunas da obra do monotrilho da Linha 15-Prata, segundo investigação da Polícia Civil. O incidente ocorreu em um trecho mais adiante, na Avenida Sapopemba, altura do nº 10.200.

Duas bananas de dinamite e dois metros de pavio de pólvora foram afixados com fita adesiva a um dos pilares na Av. Sapopemba.

Policiais ouvidos pelo G1 disseram que, no material apreendido, não havia um detonador. O caso foi registrado como tentativa de explosão no 69º Distrito Policial (DP), Teotônio Vilela.

Além de policiais, vigilantes da obra e testemunhas disseram à equipe de reportagem que suspeitam que a tentativa de explosão da coluna do monotrilho não foi realizada por criminosos profissionais. Para eles, quem afixou os cartuchos explosivos não tinha conhecimento do seu poder de detonação.

Informações: G1 São Paulo
READ MORE - Operação comercial da Linha 15-Prata do monotrilho começa na segunda

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960