Prefeitura de São Paulo irá implantar operação especial na circulação dos ônibus aos domingos

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

A Prefeitura de São Paulo decidiu adotar um modelo semelhante à Rede Noturna de ônibus para circulação da frota aos domingos a partir do ano que vem. A ideia é que as linhas levem passageiros para parques, pontos de lazer e eventos culturais esporádicos.
                                       Foto: Reprodução/TV Globo
“No começo do ano [2016] já vamos implantar a Rede de Domingo, que é reorganizar todo o sistema de transporte aos domingos. Isso já faz parte do novo modelo independente do processo licitatório”, afirmou o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

Na Rede Noturna, os coletivos circulam da meia-noite às 4h e percorrem o trajeto das linhas do Metrô. São atendidas áreas com maior concentração de pessoas, como hospitais, casas de espetáculo, velórios, cemitérios e arenas esportivas.

Já a Rede de Domingo será reestruturada e irá funcionar conforme a demanda e desejo dos usuários que usam os ônibus aos domingos para lazer. Atualmente, apenas 40% da frota de veículos circulam aos domingos. “Você define as linhas a partir da demanda, a partir do desejo dos usuários do domingo, que uma parcela desse desejo é diferente do usuário durante a semana”, declarou Tatto.

A intenção é que posteriormente o modelo também seja adotado aos sábados. Os pontos de lazer mais procurados da cidade como parques e eventos culturais esporádicos devem ganhar linhas fixas aos fins de semana. “Não tem uma lógica de funcionamento do transporte conforme o desejo do usuário. Você precisa manter mais carros em parques, por exemplo.”

Apesar de o modelo que será adotado aos domingos ser semelhante ao modelo utilizado na madrugada, aos fins de semana a operação torna-se mais complexa devido ao trânsito e outras possíveis interferências.

Por isso, o padrão da operação será controlada por uma central que monitora os ônibus através do GPS, assim como ocorre com as linhas que trafegam pela madrugada. Os vencedores do processo licitatório terão que se adequar as novas regras.

Rede Noturna
As novas151 linhas de ônibus da madrugada começaram a funcionar em fevereiro deste ano em São Paulo.

Batizada de "Rede de ônibus da madrugada" ou "Rede Noturno", a maioria das linhas, 101, opera com intervalo de 30 minutos e faz atendimento local. As outras 50 linhas são estruturais e circulam com intervalo de 15 minutos.

A tarifa é a mesma do período diurno: R$ 3,50. Ao todo, 454 ônibus fazem as linhas e 88 veículos ficam na reserva. A cidade já tinha 98 linhas em operação na madrugada, que serão extintas e darão espaço às novas.

A Guarda Civil Metropolitana faz a segurança, com uma equipe por terminal, e o Ilume - Departamento de Iluminação Pública da Prefeitura disponibilizou 160 postes de luz em pontos de conexão das linhas.

Um aplicativo, disponível para celulares com sistema operacional Android, fornece  informações sobre o funcionamento da "Rede Noturno". O programa possibilita que o passageiro saiba qual o ponto mais próximo, as linhas que passam por lá e sua programação.

A relação das linhas estruturais e locais está disponível no site da SPTrans.

Informações: G1 SP

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960