Greve parcial de ônibus em Curitiba e Região nesta terça

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Curitiba e as cidades da Região Metropolitana estão com greve parcial de ônibus nesta terça-feira (1.º). As atividades estão paralisadas nas seis empresas que não pagaram a primeira parcela do 13.º salário no prazo, que venceu nesta segunda-feira (30). Por volta das 8h o terminadl do Hauer, em Curitiba, era só fila. Passageiros não conseguiam embarcar nos biarticulados sentido Centro. Além do Hauer, passageiros enfrentam atrasos no Sítio Cercado, Boqueirão e Pinheirinho.

Cinco empresas que atuam na Grande Curitiba tem funcionários em greve. A informação foi atualizada pelo sindicato que representa os motoristas e cobradores (Sindimoc) nesta manhã. São elas: Consórcio Pioneiro (Sorriso, Tamandaré Filial). Na RMC: Tamandaré, Campo Largo e Araucária seguem em greve.

Em Curitiba, ontem, o pagamento deixou ser feito pelo Consórcio Pioneiro, formado pelas empresas Cidade Sorriso, Tamandaré Filial e São José dos Pinhais Filial - as três não fizeram o acerto. A empresa CDD pagou, mas também pararia por fazer parte do mesmo consórcio. A previsão do sindicato é de que a frota funcione com 50% do efetivo nessas quatro empresas. Os outros dois consórcios que operam na capital realizaram o pagamento da primeira parcela do 13.º nesta segunda-feira.

Entre as linhas que podem ser afetadas na capital estão a Santa Cândida/Capão Raso, Pinhais/Rui Barbosa, Boqueirão, Circular Sul, Pinheirinho Carlos Gomes e o ligeirão Boqueirão. Outros consórcios que não irão parar operam essas linhas, por isso elas não devem deixar de circular por completo, mas podem ocorrer atrasos.

A diretoria de transportes da Urbs trabalha para garantir veículos em todas as linhas afetadas. No caso dos expressos, ligeirinhos e interbairros, a frota deve ser garantida por empresa que não estão em greve, e que já atuam normalmente nestas linhas.

Além disso, a Urbs deve remanejar carros para as linhas convencionais e alimentadores operados exclusivamente pelas quatro empresas afetadas. Além disso, o município conta que 50% da frota deve estar na rua.

O sindicato dos trabalhadores informou que a greve parcial será encerrada aos poucos – os funcionários de cada uma das empresas voltarão ao trabalho quando o salário cair na conta.

Se for necessário, a Urbs vai cadastrar carros particulares nesta terça-feira e eles poderão cobrar uma tarifa fixa – ainda não informada.

Informações: Paraná Online

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960