Em SP, Idosos e portadores de deficiências terão acesso mais fácil nos ônibus

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

A partir deste domingo, 6 de dezembro, um novo sistema implantado nas catracas dos veículos facilitará o embarque de idosos e pessoas portadoras de deficiência nos ônibus do transporte coletivo municipal. Dessa forma, quem tiver o bilhete especial precisará encostar o cartão apenas uma vez no validador. Feito esse procedimento, a liberação da catraca será automática.

A medida está sendo viabilizada pela SPTrans a partir da instalação de câmeras que fazem o mapeamento facial do portador do bilhete, identificando se ele é o detentor do benefício. Com a tecnologia, a expectativa é de que haja maior rapidez, facilidade e comodidade no embarque para idosos e deficientes usuários de ônibus.

“Este é mais um procedimento que facilitará a vida dos usuários e, também, contribuirá para a melhoria da prestação do serviço”, afirma o Secretário Municipal de Transportes, Jilmar Tatto.

O sistema de registro da passagem de idosos e portadores de deficiências pelas catracas vinha sendo feito de forma conjunta com o cobrador, ou seja: para haver a liberação da catraca o passageiro precisava encostar seu bilhete no validador e o cobrador devia passar outro cartão, conhecido como “Bordo”, para ir para a próxima fase, que seria o reconhecimento do titular do cartão. Feito isso, os donos dos bilhetes especiais ainda tinham que fazer o mesmo procedimento com o bilhete no equipamento, para que só assim fosse liberada a passagem do usuário pela catraca.

Essa é mais uma tecnologia que aumentará a fluidez no embarque. Ela se soma às outras já adotadas em veículos com duas catracas e ao sistema de pré-embarque nos terminais. Com a nova medida, além do ganho na rotina dos usuários do Bilhete Especial, todos os passageiros do sistema serão beneficiados, em razão de mais uma diminuição no tempo de viagem.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960