Curitiba: Operações da Guarda Municipal reforçam segurança no transporte coletivo

domingo, 6 de dezembro de 2015

A Guarda Municipal de Curitiba vem realizando operações frequentes no transporte coletivo e neste fim de semana abordou 785 pessoas em 18 ônibus do transporte coletivo da cidade. Por meio de operação presença e das operações de prevenção e segurança aos usuários e trabalhadores do transporte coletivo de Curitiba, a Guarda Municipal vem reforçando medidas para coibir assaltos, roubos e furtos em vários pontos da cidade e nas linhas e itinerários mais visados para a prática desses tipos de crime.

As operações acontecem em todas as regionais de Curitiba e, de forma integrada, a Guarda conta com a parceria da Polícia Militar do Paraná, da Polícia Civil e da Urbs. Durante as abordagens, os agentes entram nos ônibus, informam sobre a ação e procedem uma revista procurando especialmente de armas de fogo que possam ser utilizadas em roubos e agressões contra passageiros e trabalhadores das empresas de ônibus. Cães farejadores do Grupo de Operações com Cães (GOC) também participam das operações. Em seguida, os ônibus são liberados para prosseguir viagem.

Dados

De acordo com as estatísticas de atendimentos da Guarda Municipal de Curitiba este ano, das 3.728 ocorrências de diversas naturezas no transporte coletivo até o dia 17 de novembro na cidade, 1.365 foram registradas por motivo de roubo e outros 56 atendimentos constam como sendo por furto, além de 29 tentativas de roubos e furtos. Em 13 desses acionamentos a Guarda constatou o emprego de armas de fogo na prática dos crimes.

Em pouco mais de 34% dos 162 flagrantes de ocorrências no transporte coletivo em 2015 atendidos pela Guarda Municipal de Curitiba, 59 casos foram apontados como sendo por roubos e furtos. Dentre estes, a maior incidência de flagrantes se deu por roubo (50 casos).

Paz no Futebol

No último domingo (29), a Guarda Municipal conteve duas confusões envolvendo torcedores da partida Clube Atlético Paranaense e Clube de Regatas do Flamengo, que aconteceu na Arena da Baixada pela penúltima rodada do campeonato brasileiro deste ano. A ocorrência mais grave foi a de um confronto com cerca de 200 torcedores na rua Brigadeiro Franco, em frente ao Shopping Curitiba. Parte deles iniciou a confusão com desordens e brigas no interior de um ônibus da linha Santa Cândida – Capão Raso. Agentes da Guarda foram acionados de outros pontos da cidade para reforçar a operação. Não houve relato de feridos e uma pessoa foi encaminhada ao 1º Distrito de Polícia, no centro da cidade, por ameaça e desacato à Guarda Municipal.

No Terminal do Sítio Cercado, a Guarda conteve uma briga entre duas divisões de torcedores do Clube Atlético Paranaense. No total, 60 torcedores se envolveram em confronto, colocando em risco a segurança dos demais usuários do transporte coletivo no terminal.

Informações: URBS

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960