Modernização nas centrais de controle do Metrô de São Paulo

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A RAD, desenvolvedora de tecnologias de comunicação para o setor metroferroviário, fornecerá uma solução de comunicação de voz e dados que vai assegurar comunicação de alta disponibilidade entre as composições em circulação na Linha 17- Ouro da Companhia do Metrô de São Paulo e as centrais de controle do sistema. A operação irá acontecer através de contrato firmado com a T´TRANS, empresa responsável pelo fornecimento e integração de sistemas de telecomunicações para esta linha metroviária paulista.

Denominada SCMVD (Sistema de Comunicação Móvel de Voz e Dados), a nova solução é baseada na tecnologia Airmux 5000 Mobility, desenvolvida pela RAD e hoje empregada em diversas instalações metroferroviárias ao redor do mundo. No SCMVD, os rádios padrão ponto-multiponto da família Airmux são integrados através de um backbone em anel redundante de fibra óptica para suportar os serviços estratégicos de comunicação.

A solução a ser entregue pela RAD assegura uma comunicação sem queda de sinais ou interrupção entre as centrais de controle do metrô e os diversos trens em movimento, ou estacionados nas estações ou no pátio central do sistema.Ao todo, em aproximadamente 18 km de vias elevadas, serão integradas a este sistema 18 estações de metrô e 26 trens.Através desta solução, a RAD poderá suprir o Metrô com um modelo de comunicação garantida, abrangendo toda a sorte de serviços essenciais à boa operação da Linha 17, tais como intercomunicação, sistemas de aviso aos passageiros, estrutura de publicidade eletrônica, conexões Wi-Fi de alto desempenho para os empregados do Metrô, câmeras de vigilância, canais de telecomando e sistemas de vídeo supervisão do interior dos trens.

“Um diferencial importante da tecnologia RAD é seu nível de confiabilidade, disponibilidade e cobertura para longas distâncias. Além disto, a solução registra índices de parada praticamente em nível zero e oferece comunicação com trens a velocidade de até 200 km, um patamar muito acima dos 80 km/h empregados pelo Metrô. Tudo isto com garantia de banda para as comunicações de voz, dados e imagem”, afirma Valter Teixeira, diretor da RAD do Brasil.

O Sistema Airmux 5000 Mobility opera com um baixíssimo tempo de “hand over”, inferior a 50 milissegundos. Ao ser implementado em uma solução SCMVD da RAD, este dispositivo reduz substancialmente os riscos de parada nas comunicações, oferecendo máxima disponibilidade para operações críticas.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960