Em SP, Obra do corredor da Berrini vai completar 2 anos

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

A obra do corredor de ônibus da Avenida Luís Carlos Berrini, na Zona Sul de São Paulo,  vai completar dois anos em novembro e ainda complica a vida dos motoristas que passam pela região. Além da movimentação no canteiro, há um desnível alto entre a faixa de ônibus e a pista dos carros, como mostrou o Bom Dia São Paulo nesta sexta-feira (16).

Orçado em R$ 45 milhões, o corredor começou a ser feito em novembro de 2013. O prazo inicial para a conclusão era de 18 meses, mas passou para 26 meses, e agora a Prefeitura diz que entrega tudo até dezembro, ou seja, em 25 meses. Os operários trocaram as placas mudando o cronograma.

Além do atraso, quem passa pela avenida também reclama da qualidade da obra. O desnível entre a pista dos ônibus, de concreto, e dos demais veículos é de cerca de 15 centímetros. “Atrapalha principalmente os motoqueiros. Eles vão mudar de faixa e acabam caindo”, diz o taxista Flávio Oliveira Silva. A Prefeitura tentou diminuir o ‘degrau’, mas a diferença de altura ainda é visível.

A Prefeitura reafirmou que conclui a obra em dezembro. Sobre o desnível, disse que ainda faz ajustes na obra, e que ele terá no máximo 2 centímetros, para escoar água da chuva.

Informações: G1 São Paulo

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960