Grande Vitória terá sistema de integração nos ônibus

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Um novo sistema de mobilidade urbana em Vitória promete viagens mais rápidas e econômicas na capital. A partir do dia 3 de outubro, a prefeitura implanta o Integra Vitória, que interligará as linhas de micro-ônibus aos ônibus convencionais. Dessa forma, o passageiro pode pegar dois ônibus pagando apenas uma tarifa.

Com esse sistema, os cidadãos terão mais alternativas para circular pela cidade. Serão criadas 16 linhas. Aproximadamente 21 mil passageiros de mais de 20 bairros, como São Pedro, São Benedito e Santo Antônio, serão beneficiados.

O novo sistema vai reduzir o tempo de espera dos ônibus nos bairros, segundo a prefeitura, e ampliar a possibilidade de deslocamento com a maior oferta de linhas para destinos diversos.


Com apenas uma passagem, quem pegar o micro-ônibus pode fazer a baldeação para um coletivo convencional nos pontos de integração.

"O Integra Vitória melhora a mobilidade na cidade e dá mais opção para a população ir a outros bairros, pagando apenas uma passagem. O novo sistema é mais eficiente e inteligente", disse o prefeito Luciano Rezende em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (31).

Ele deu um exemplo. "Hoje, quem está em Jardim Camburi e deseja ir para Goiabeiras pega dois ônibus e paga duas passagens. Com o Integra Vitória, o bairro ganhará um micro-ônibus para os usuários fazerem a integração na avenida Adalberto Simão Nader e, então, acessar as linhas que circulam no interior de outros bairros, sem nenhum custo adicional", explicou.

Como fazer
Para usar o sistema, o usuário do transporte coletivo pegará o micro-ônibus em seu bairro e, ao longo do trajeto, desembarcará em um ponto de integração, localizado em um importante corredor viário da cidade e que será sinalizado com placa. Os coletivos menores circularão nos bairros e alcançarão as principais avenidas para baldeação.

Os passageiros farão a baldeação em 46 pontos de integração e terão meia hora para pegar um ônibus convencional.

O inverso também será possível, ou seja, sair do convencional e pegar o micro-ônibus. Basta usar qualquer Cartão Siga Vitória (Cidadão, Estudante, Serviços e Vale-transporte).

A integração não será realizada de meia-noite às 4h30. Segundo o secretário de Transportes, Trânsito e Infraestrutura Urbana, Josivaldo Andrade, nesse período não circulam micro-ônibus.

Mobilidade
Para melhorar o deslocamento e a mobilidade dos usuários, 16 linhas terão seus trajetos reformulados nos bairros. O destino final das linhas mudará e, com isso, o nome delas também.

Se antes, um micro-ônibus levava as pessoas de um ponto a outro da cidade, com o Integra Vitória, o coletivo irá até um ponto de integração, onde o usuário terá acesso a linhas que levam para qualquer outro ponto da capital. Todas as linhas alimentadoras ganharão números novos e pequenos, sempre pares e começando com zero, de 012 a 042.

As linhas convencionais não terão mudanças nos números e itinerários.
"O Integra Vitória vai melhorar o trânsito e a capital ganhará em mobilidade. Os moradores terão viagens mais rápidas. O tempo de espera nos bairros vai reduzir. Os pontos de integração terão muitas linhas que levarão os passageiros a qualquer ponto da cidade. O sistema ganha em eficiência e gera economia para o usuário", afirmou a secretária de Desenvolvimento da Cidade, Lenise Loureiro.

Informações: G1 ES

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960