Em SP, Rede noturna de ônibus transportou 5 milhões de passageiros em seis meses

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Exatos 4,96 milhões de pessoas se beneficiaram da Rede Noturno, organizada pela São Paulo Transporte (SPTrans), nos seis primeiros meses de existência do serviço, completados no final de agosto. As 151 linhas da rede operam da 0h às 4h e cobrem os principais trajetos na cidade, incluindo os bairros, e percursos do metrô, que não opera nesse intervalo.

Implementado em fevereiro deste ano, o Noturno vêm alcançado as expectativas de demanda. Em março, foram transportados 712.765 passageiros, enquanto em agosto foram 877.672 mil, um crescimento de 23%.

“Estamos cumprindo com nosso programa de oferecer mais opções aos passageiros. O Noturno está demonstrando que tem capacidade de atendimento e está servindo de modelo para futuras melhorias em todo o sistema de operação dos ônibus na cidade”, afirma o secretário municipal de Transportes, Jilmar Tatto.   

Pesquisa
Uma pesquisa realizada pela SPTrans durante o projeto piloto do Noturno mostra que 78% dos cidadãos que utilizam o transporte público na faixa entre 0h e 4h o fazem para trabalhar. Desse total, 75,3% do total são trabalhadores do setor de serviços.

O estudo, coordenado pela Diretoria de Planejamento da SPTrans, entrevistou 1.440 pessoas que utilizavam 50 linhas de ônibus, sendo inclusive 12 delas integrantes de um projeto piloto que já operava modelo aplicado posteriormente em toda a rede do Serviço Noturno.

Apesar de a grande maioria dos usuários ser formada por pessoas a caminho do trabalho ou voltando para casa depois da jornada, outro dado surpreendeu: uma parcela significativa, 17% dos passageiros da madrugada, afirmou viajar nos coletivos em seu tempo de lazer. Outros 3% contaram precisar do sistema de transporte por ônibus para poder estudar.

Tal importância é ressaltada pelo dado de que 44,7% dos usuários das 12 linhas do projeto piloto não utilizavam transporte público durante a madrugada antes do início do funcionamento do piloto.

A apuração mostra, também, que a maior parcela dos passageiros é formada por homens, que somam 65,1% do total. Já 52,6% dos usuários completaram, pelo menos, o Ensino Médio, e 42,9% são jovens entre 16 e 25 anos.

Serviço Noturno
O Noturno completou seis meses de operação no fim do último mês de agosto. A chamada rede da madrugada conta com uma frota de 475 ônibus e 71 reservas operando em 151 linhas, entre 0h e 4h, com intervalos de 15 a 30 minutos entre cada veículo.

A gestão do serviço é feita por operação controlada e, com isso, há índices supreendentes de cumprimento de partidas e eventuais falhas são solucionadas com maior rapidez. Os usuários do serviço aprovam a rede e o índice de reclamações mês a mês é baixo, conforme registros da SPTrans.

Assessoria de Imprensa - SPTrans

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960