No Recife, Rodoviários fazem protesto nesta segunda-feira

domingo, 2 de agosto de 2015

Motoristas e cobradores de ônibus fazem paralisação no Recife nesta segunda-feira e deixam a Região Metropolitana sem condução. A categoria reagiu em protesto a decisão do Tribunal Superior do Trabalho, que reduziu o aumento 12% para 9% e o tíquete caiu de 59,57% para 9%. A paralisação parece que teve adesão quase total da categoria. Os coletivos só devem voltar a circular após às 10h. Para evitar tumultos, a Polícia Militar já foi acionada para fazer a segurança nos principais terminais da RMR.  

Sem ônibus nas ruas, a Avenida Conde da Boa Vista ficou deserta às 7h desta segunda-feira. Por toda a Região Metropolitana, paradas de ônibus lotadas. Na Integração do Joana Bezerra, centro da cidade, a mesma situação. As pessoas têm dificuldade para pegar um transporte. "Estou aqui desde às 6h, esperando um ônibus para ir para Boa Viagem. Acho que vou me atrasar", disse a doméstica Teresa Inácio, que trabalha na zona sul do Recife.

Para piorar a situação, nesta segunda-feira, começam as aulas na rede particular de ensino. No terminal de Xambá, em Olinda, as pessoas agurdam desde às 5h, mas não conseguem uma condução. No terminal da Macaxeira, na Zona Norte, a situação é a mesma. Sem ônibus, a alternativa é pegar um táxi. Mas a maioria já passa cheio.

O Sindicato dos Rodoviários do Recife e Região Metropolitana convocou os trabalhadores para uma reunião na manhã desta segunda-feira, às 9h, na sede do Simpere (Avenida Visconde de Suassuna, 94, em Santo Amaro). O TST acatou um pedido do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado de Pernambuco (Urbana-PE). A decisão também inclui o adiamento do pagamento dos salários da categoria com o reajuste.

A reunião desta segunda-feira, no entanto, pode virar um protesto, de acordo com a ala de oposição do sindicato. "Estamos sentindo que o clima é de parar e protestar. Amanhã (esta segunda-feira), talvez este protesto aconteça antes mesmo da reunião. A categoria está insatisfeira e o sindicato desmoralizado", comentou Aldo Lima, líder da oposição ao Sindicato dos Rodoviários. Alegando "estratégia da categoria", Aldo não detalhou como seria esse provável protesto. No começo do mês, antes da greve, a categoria chegou a se manifestar parando os ônibus com passageiros no centro do Recife.

Em meados de julho os rodoviários ficaram em greve por quase três dias e só terminou quando o Tribunal Regional do Trabalho julgou o dissídio e concedeu reajuste de 12% nos salários e de 59,57% no tíquete de alimentação. Satisfeitos, os rodoviários encerraram a greve.Decisão agora revertida pelo TST, pelo menos provisoriamente.

Salários - Atualmente, os trabalhadores recebem R$ 188 no tíquete de alimentação. Com o aumento de 59,57%, o benefício chega a R$ 300. Os motoristas de ônibus ganham R$ 1.765 e passarão a receber R$ 1.976,80, os cobradores, que ganham R$ 812, receberão R$ 909,44, e os fiscais, pagos por R$ 1.141, vão ganhar R$ 1,277,92.

Informações: Diário de Pernambuco

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960