Em SP, Linha 15-Prata do monotrilho começa a operar comercialmente

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

O monotrilho da Linha 15-Prata começou a operar comercialmente e com horário ampliado na manhã desta segunda-feira (10). Inicialmente, o monotrilho irá funcionar das 7h às 19h em apenas um trecho dos 26,6 km prometidos pelo governo estadual, ligando duas estações.
Foto: Paulo Lopes/Futura Press/Estadão Conteúdo

Os trens percorrem 2,9 km entre o Oratório e a Vila Prudente, onde há integração com a Linha 2-Verde do Metrô. O intervalo de circulação é de seis minutos. É o primeiro monotrilho em operação no país.

A tarifa de R$ 3,50 passa a ser cobrada, com preço igual ao dos bilhetes da CPTM e do Metrô. Durante a fase de testes, que começou em 30 de agosto de 2014, o trecho estava aberto gratuitamente, mas só aos fins de semana, das 10h às 15h.

Por causa da inauguração nesta segunda-feira, as visitas controladas foram suspensas na última quarta-feira (5) para a realização dos últimos ajustes nos equipamentos e sistemas.

Quando estiver completa, ligando o Ipiranga a Cidade Tiradentes, a Linha 15 deve transportar 500 mil pessoas diariamente. Serão 18 estações e 26,6 km de extensão. Os trens do monotrilho trafegam a 15 metros de altura e têm sua operação totalmente automática.

Atrasos
Em 2009, o então governador José Serra (PSDB) disse que a expectativa era que a Linha 15-Prata chegasse da Vila Prudente a São Mateus até 2010, com a expansão até Cidade Tiradentes concluída em 2012.

Depois, em julho de 2013, a entrega do primeiro trecho foi prometida pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para janeiro de 2014. Quando o prazo chegou, a abertura foi adiada para março e, finalmente, a operação assistida começou em agosto do ano passado.

Em março deste ano, o secretário Estadual de Transportes, Clodoaldo Pelissioni, afirmou que o desvio do Córrego Mooca, essencial para a construção das próximas três estações da linha, começaria em abril e seria concluído em 15 meses. 

Informações: G1 São Paulo

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960