SPTrans inaugura 11ª estante do Projeto Livro na Faixa

terça-feira, 7 de julho de 2015

Nesta terça-feira, 07 de julho, o Terminal Parque Dom Pedro II, no Centro da cidade, recebe a 11ª estante do projeto Livro na Faixa. Criado em novembro de 2014, o projeto disponibiliza, gratuitamente, livros nacionais e estrangeiros para os usuários do sistema de transporte público da cidade de São Paulo. 

Quem se interessa por leitura pode retirar um livro em uma das estantes localizadas nos Terminais gerenciados pela SPTrans. Não é preciso fazer carteirinha, inscrição ou enfrentar qualquer tipo de burocracia. Basta escolher o livro e levar. Como o sucesso do projeto depende da participação coletiva, para que as estantes permaneçam sempre abastecidas quem puder colaborar pode retirar o livro de sua preferência e doar outro, de tal modo que a estante esteja sempre cheia de opções para os usuários do sistema.

A inauguração da nova estante será às 12h desta terça-feira. O equipamento ficará perto do bicicletário do Terminal Parque Dom Pedro II. Além de promover incentivo à leitura, promove a cidadania e a interação entre pessoas através da troca de livros e histórias.

As estantes medem 1,98 de altura x 92 centímetros de largura e comportam em média 150 livros, os terminais Grajaú, Capelinha, Guarapiranga, Santo Amaro, Bandeira, Campo Limpo, Lapa, Pirituba,  A.E. Carvalho e Carrão já possuem estantes e desde novembro de 2014 distribuíram mais de 15 mil exemplares, a expectativa que ainda no segundo semestre deste ano outra estante seja inaugurada no terminal Jardim Ângela, na zona Sul da capital. 

O Livro na Faixa é um projeto da SPTrans e da Coordenadoria Municipal de Bibliotecas, e que ganhou adesão da Livraria Leitura, Editora Livrus e do SPUbanuss e Empresas Operacionais: VIP Leste, Ambiental, Mobi, Cidade Dutra, Transpass, Gatusa, Transkuba, Gato Preto e Santa Brígida.

Algumas editoras, livrarias, distribuidoras, autores, além de cidadãos também têm feito doações.

Informações: SPTrans

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960