Ônibus metropolitanos deixarão de circular em Salvador

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Além do funcionamento pleno da Linha 2 do metrô de Salvador – as obras estão previstas para acabar em 2017, de acordo com a concessionária CCR – outra novidade para quem utiliza o transporte público da capital baiana para chegar até as cidades região metropolitana, ou vice-versa, será que muitas das linhas de ônibus oriundas de municípios como Simões Filho, Candeias e Camaçarí devem deixar de circular ou terem seu ponto final modificado.
Foto: Romildo de Jesus

De acordo Fábio Mota, secretário da Secretaria de Mobilidade (Semob), ao todo, mais de 650 linhas serão retiradas de dentro da cidade. Os ônibus oriundos da BR-324 farão integração com o metrô na Estação Pirajá e os que vierem do Litoral Norte, terão como parada final a Estação Mussurunga. Para ele, as mudanças devem ajudar a melhor o fluxo de veículos dentro da cidade. “A locomoção das pessoas, principalmente nos horários de pico, será facilitada justamente pelo fato de haverem menos ônibus metropolitanos. Essas alterações serão feitas aos poucos, de forma gradual, para não causarem prejuízos a população”, contou.

A reportagem da Tribuna da Bahia entrou em contato com a assessoria de comunicação da Agerba para saber mais detalhes sobre o projeto. No entanto, ela apenas informou que “o sistema metroviário e rodoviário de Salvador, está sendo analisado e estudado pela Associação das Empresas de Transporte Coletivo e Rodoviário do Estado da Bahia (ABEMTRO), pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Urbano (SEDUR), Secretaria da Casa Civil, Agerba e Secretaria Estadual de Infraestrutura (SEINFRA)” e, por conta disso, não poderia repassar informações mais concretas sobre o tema. Em entrevista ao Bahia Notícias, o diretor da Agência, Eduardo Pessôa, disse “a segregação será feita no momento certo” e que valor da integração deve sair até setembro.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960