Marcopolo amplia família de ônibus urbanos e rodoviários no Brasil

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Apesar da crise que também assola o setor de transporte de passageiros (leia aqui), a Marcopolo decidiu lançar cinco modelos de ônibus – três do segmento urbano e dois rodoviários – que ainda não faziam parte do portfólio de produtos da encarroçadora de ônibus. A família Torino ganhou três novas opções: os modelos Express (articulado), Low Entry (convencional) e Torino motor traseiro, enquanto os novos Ideale e Paradiso 1350 completam a gama de lançamentos.

“O objetivo é oferecer aos nossos clientes a melhor solução, de acordo com as características do seu negócio e serviço. Desde o consagrado Torino com motor dianteiro, o de menor custo de aquisição e operação, até o Torino Express articulado, com capacidade para mais de 130 passageiros”, afirma Paulo Corso, diretor comercial da Marcopolo. 

Indicado para operações simples em corredores planejados ou exclusivos, como BRT, o novo Torino Express articulado tem comprimento total de 20 a 23 metros, que permite acesso ao veículo em plataformas de nível ou mesmo em vias simples, como calçadas comuns. O modelo, já testado por operadoras, como a Transoeste, do Rio de Janeiro, pode ser montado sob quaisquer chassis. Entre as novidades, conta com novo painel de instrumentos com tela colorida de LCD de 3,5 polegadas e sistema de ar-condicionado opcional, além de novos conjuntos óticos (traseiro e frontal) que incluem luz diurna. O salão de passageiros ficou 0,05 centímetros mais largo, agora com 2,55 metros de largura, aumentando o espaço do corredor entre os bancos dos passageiros.

O segundo modelo, o Torino Low Entry, como o próprio nome diz é uma opção de carroceria com entrada em piso baixo, sendo um produto complemento do Torino Express articulado. A suspensão pneumática, assim como a versão Express, facilita o acesso, inclusive para pessoas com mobilidade reduzida, uma vez que o veículo desce ao nível da plataforma de embarque/desembarque. Com comprimento de até 13,3 metros e largura de 2,60 metros, possibilita a colocação de mais poltronas, sem perda da área de circulação e do espaço interno, tem capacidade para transportar até 90 passageiros. “Diversas cidades ainda não têm sistemas de BRT’s. Criamos o Torino Low Entry por ser uma opção mais barata que um articulado ou um modelo para BRT ou BRS. A vantagem é que sua padronização se encaixa com os demais modelos, gerando a comunização das peças, reduzindo o custo de manutenção”, comenta Petras Amaral Santos, gerente de design e inovação. 

Por sua vez, o novo Torino com motor traseiro possui as mesmas características técnicas do Torino com motor dianteiro e traz como principal diferencial o melhor conforto termoacústico. Para ele, foi desenvolvido um novo sistema de isolamento do cofre do motor que, aliado ao seu posicionamento na parte traseira, reduz sensivelmente o nível de ruído interno e também a temperatura ambiente do salão de passageiros. Também com piso baixo, o veículo facilita o acesso para embarque e desembarque, sem a necessidade da instalação de elevadores para cadeirantes. 

Já os rodoviários Ideale e Paradiso foram reformulados: o primeiro foi atualizado a partir do design mais moderno, com nova grade e para-choque dianteiros, além de conjunto óptico de LED. O veículo é indicado para operações que demandam menos sofisticação que a família G7 (Geração 7). Com largura de 2,55 metros (antes eram 2,50 metros), o novo Ideale traz nova porta no sistema In-Swing, que abre para dentro, evitando contanto e acidentes com os passageiros, com opções de vidros de correr ou de borracha. Internamente, são disponíveis as novas poltronas de 1 e de 1,03 de largura contra as anteriores de 9,70 utilizada na versão antiga, além das luzes de LED em todo o corredor e o sistema eletrônico embarcado. 

Já o Paradiso 1350, lançado no México em 2012, sofreu algumas alterações para atender o mercado brasileiro: o modelo topo de linha da família Paradiso traz como diferenciais o maior espaço para bagagens – 1,35 metro de saia lateral com até 19,57 metros cúbicos – novo interior, com novas poltronas e toalete redesenhado, desenvolvido para atender as necessidades dos operadores em viagens de média e longa distâncias. 

O painel de instrumentos segue padrões da indústria automobilística de veículos leves. Como opcional, há possibilidade de montagem de duas classes, como primeira classe e executiva, semelhante aos aviões de grande porte. Com 14 metros de comprimento e 2,60 metros de largura, o Paradiso 1350 pode ser montado com diferentes marcas de chassis, nas configurações 6x2. 

PREÇOS

Torino Express articulado: R$ 400 mil
Torino Low Entry: R$ 215 mil
Torino motor traseiro: R$ 200 mil
Novo Ideale: R$ 215 mil (com ar-condicionado) 
Paradiso 1350: R$ 370 mil (com ar-condicionado).

Informações: Automotive Business

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960