Fortaleza poderá ter paralisação de ônibus na terça

sábado, 4 de julho de 2015

Enquanto o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Ceará (Sintro) se mobiliza para a greve da categoria, agendada para começar na próxima terça-feira, 7, o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Ceará (Sindiônibus) aposta em medidas judiciais para garantir a circulação de ônibus em Fortaleza.

De acordo com o advogado do Sindiônibus, Cleto Gomes, os empresários vão pedir ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT) que exija do Sintro circulação mínima de 80% da frota nos horários de pico e 60% em outros horários. Ainda de acordo com o advogado, o sindicato tem uma ordem judicial de interdito proibitório, que impede manifestações a até 200 metros das garagens e pode multar e prender quem tentar impedir a circulação dos veículos.

Os dois sindicatos afirmam estarem abertos a negociações. No entanto, não há reuniões previstas entre as entidades. De acordo com o Sindiônibus, a proposta de 8,34% de reajuste no salário dos motoristas é a mais alta que os empresários podem oferecer.

Os motoristas e cobradores de transporte público pedem aumento salarial de 13%, vale-alimentação de R$ 13, cesta básica de R$ 130 e redução do intervalo de lanche e descanso de duas horas para 30 minutos. Segundo o presidente do Sintro, Domingo Neto, os trabalhadores estão dispostos a voltarem à mesa de negociações desde que os empresários ofereçam uma proposta melhor ou “provem que não é possível fazer o reajuste”.

Por Fábio Lima
Informações: O Povo Online

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960