Empresas de ônibus de Manaus querem mais 'faixas azuis' para melhorar serviço ao público

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Em relatório apresentado ao Programa Estadual de Proteção ao Consumidor do Amazonas (Procon-AM), as empresas de transporte coletivo de Manaus apontaram a criação de mais corredores exclusivos de ônibus como uma das soluções para os problemas do setor na capital amazonense. 
Foto: Jair Araújo

O documento foi entregue na última quinta-feira, quinze dias após uma reunião entre o Procon-AM e as empresas, na qual foram apresentadas pelo órgão as principais reclamações feitas pelos usuários.  As empresas  têm até a próxima segunda-feira (3), para fazer alterações no relatório entregue, de acordo com a coordenadora do Procon-AM, Rosely Fernandes.

Após esse último prazo, Fernandes disse que as propostas serão encaminhadas, na próxima segunda-feira, à Promotoria Especializada na Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor  (Prodecon) do Ministério Públicodo Estado do Amazonas (MPE-AM).  "Abrimos um processo administrativo preliminar pelas denúncias que recebemos dos usuários do serviço. Precisamos esperar até o dia final da entrega da defesa para podermos encaminhar, pois eles podem querer fazer alguma alteração. Já destinamos esse primeiro ofício para o nosso setor de fiscalização e vamos fazer uma análise detalhada das soluções apresentadas", destacou.

Conforme Rosely, no documento, os empresários apresentaram problemas com o sistema viário da cidade, onde pediram a implementação de corredores exclusivos para o aumento da velocidade média dos veículos. “Podemos perceber no relatório, diversas reclamações quanto ao sistema viário da nossa cidade, por isso faremos também uma fiscalização em todas as vias e prometemos que as solicitações serão estudadas por nós, pois pensamos em oferecer um melhor serviço para o consumidor”, finalizou.

Segundo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), entre as estratégias já apresentadas para a melhoria do serviço, estão a extensão do monitoramento através do Centro de Controle Operacional dos veículos, renovação das frotas, manutenção diária da estrutura dos elevadores de acesso à pessoa deficiente e a suspensão de profissionais notificados com mau comportamento.

A assessoria de comunicação do Sinetram informou, que o documento conta com um relatório das operações do transporte urbano e de providências que estão sendo tomadas pelas empresas para a melhoria contínua do atendimento aos usuários, sendo feito por uma ação conjunta da Rondônia Ltda, Açaí Transportes, Viação São Pedro, Nova Integração, Via Verde, Expresso Coroado, Global GNZ, Transtol Ltda, Lider Ltda e Vega.

Determinação

A entrega do documento foi uma determinação do Procon-AM durante uma reunião com representantes das empresas de transporte urbano de Manaus, no último dia 8. A ação foi tomada pelo aumento no número de reclamações recebidas pelo órgão, onde constatou um crescimento de 25 para 30 ligações só no mês de junho.

Segundo ainda a assessoria do Sinetram, os problemas abordados no relatório sempre foram objeto de atenção dos empresários. No entanto, agora desenvolveram diversas estratégias para ajudar a solucionar os problemas e dar mais conforto aos usuários que dependem do transporte coletivo.

Por Amanda Guimarães
Informações: d24am.com

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960