EMTU SP começa a rever rede de linhas da Região Metropolitana

terça-feira, 2 de junho de 2015

A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU/SP), que por força do decreto número 60.865, publicado no final do ano passado no Diário Oficial do Estado, assumiu mês passado, o gerenciamento dos transportes intermunicipais na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), começou a redesenhar a rede de linhas, que atende Sorocaba e outros 25 municípios da região. 

O trabalho iniciado pela empresa controlada pelo Governo do Estado de São Paulo, vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos (STM), definirá também novos itinerários, tarifas e equipes de fiscalização. 

"A EMTU/SP está estudando os itinerários repassados pela Artesp na região. A partir desses dados, irá elaborar estudos técnicos sobre as linhas, conhecendo os itinerários e possíveis seccionamentos (cortes), além da frota disponível e as tarifas praticadas na região metropolitana", informou a empresa por intermédio da sua assessoria de comunicação. 

De acordo com a empresa, uma das primeiras providências tomadas será vistoriar as garagens, inspecionar frotas e implantar o novo padrão visual metropolitano, para que as pessoas possam identificar com facilidade as linhas. 

"A EMTU/SP está preparando uma pesquisa de origem e destino para identificar os itinerários preferidos dos usuários e assim aumentar a oferta de ônibus, melhorando a mobilidade dos moradores dos 26 municípios que compõem a nova RMS", informou a assessoria, sem precisar quando o trabalho será concluído. 

Entre os municípios da RMS estão: Alambari, Alumínio, Araçariguama, Araçoiaba da Serra, Boituva, Capela do Alto, Cerquilho, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Itu, Jumirim, Mairinque, Piedade, Pilar do Sul, Porto Feliz, Salto, Salto de Pirapora, São Miguel Arcanjo, São Roque, Sarapuí, Sorocaba, Tapiraí, Tatuí, Tietê e Votorantim. 

A assessoria afirmou ainda que na próxima reunião do "Conselho da Empresa", devem ser anunciadas novas medidas. 

Melhoria da qualidade 

Uma das primeiras empresas a ser vistoriada pela EMTU/SP, o Grupo São João espera que a mudança no gerenciamento regional (Artesp para EMTU) irá aumentar o nível de qualidade e segurança dos serviços prestados. 

Conforme o diretor do grupo, Marco Antonio Franco, deverá ocorrer um incentivo por parte do Estado para junção regional dos transportes, seja pelas integrações físicas entre as diversas empresas operadoras das linhas intermunicipais que compõem a RMS, seja pelo apoio para que essas empresas promovam integrações tarifárias entre as suas operações gerando redução no custo aos passageiros usuários. 

"A EMTU não remunera esse tipo de benefício (integração tarifária entre as linhas de transporte coletivo por ônibus), exceto as integrações realizadas entre os serviços de transporte coletivo por ônibus com outros modais de transporte coletivo que estão sob a responsabilidade do Estado de SP. Nesses 2 casos específicos, há a integração tarifária (a tarifa de integração é menor do que a soma das duas tarifas) e a diferença é suportada pelo governo do Estado", declara o diretor. 

"Com a mudança de gestão, haverá mudança na faixa etária beneficiada com a gratuidade nas linhas intermunicipais da RMS, passando a gratuidade dos atuais 65 anos para 60 anos. Porém para que os passageiros idosos tenham direito a esse benefício, haverá a necessidade de cadastramento, o qual será divulgado em momento oportuno." 

Outro grande benefício que o Governo do Estado já anunciou, será a gratuidade aos estudantes nas linhas intermunicipais, lembra o empresário. "A EMTU juntamente com o Governo do Estado de SP ainda estão trabalhando para melhor adequação dessa norma. Inicialmente terá início na RMSP e depois será estendida às demais regiões metropolitanas", lembrou. 

Com relação à vistoria nos veículos, o diretor do Grupo São João afirma que quase tudo foi fiscalizado em sua empresa: "Olharam desde as áreas de manutenção, até limpeza e higienização, estrutura administrativa, meio ambiente, atendimento e vendas. No tocante aos veículos a vistoria da EMTU já demonstrou ser muito mais rígida do que os critérios adotados por outras autarquias correlatas". 

Novos veículos 

A empresa São João adquiriu cinco ônibus no padrão exigido pela EMTU. "Esses veículos são a confirmação da mudança que está ocorrendo, visto que são os primeiros ônibus nos padrões da EMTU a operar na RMS. Eles contarão com tomadas (padrão USB) para recarga de celular, tablets e notebooks. Provavelmente, até o próximo ano, deverão disponibilizar sinal de internet grátis (WI-FI) aos passageiros. Esses dois benefícios e melhorias fazem parte do projeto de melhoria de toda a frota do Grupo, que será substituída gradativamente", finalizou.

Por Amilton Lourenço 
Informações: Cruzeiro do Sul

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960