Prefeitura de Manaus lança edital para licitação de obras no Terminal da Cachoeirinha

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Há dez anos sem reforma, o Terminal de Integração 2, localizado na Rua Manicoré, bairro Cachoeirinha, Zona Sul de Manaus, passará por obras em breve. A Comissão Municipal de Licitação (CME) recebe, nesta quarta-feira (6), as propostas das empresas interessadas em participar da licitação para as obras de reforma e ampliação terminal. As informações são da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom).

As obras começarão após a conclusão do certame e serão fiscalizadas pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf). Além da reforma completa e ampliação do T2, outras duas licitações estão em andamento e preveem a recuperação de 500 abrigos de telhas de barro e a construção de mais sete novos abrigos de ônibus.

Segundo o secretário da Seminf, Alexandre de Morais, o mês de maio será marcado pelo início de três grandes e simultâneas obras que trarão mais comodidade aos usuários do transporte coletivo na cidade. "Vamos procurar executar as obras no menor tempo possível, sem comprometer a qualidade dos serviços, para não causar transtornos e por entender a necessidade dos usuários de transporte coletivo", pontuou o secretário.

Reforma do T2

O projeto de revitalização do T2 contempla a substituição da cobertura atual por novas estruturas metálicas que se estenderão para a área de circulação de ônibus. Todo o piso será recuperado e receberá revestimento de alta resistência. As partes elétrica e hidráulica serão renovadas com a implantação de novas instalações.

Além dos serviços de reforma com a recuperação do telhado e dos gradis nas áreas externas e internas, requalificação do pavimento e melhorias de toda a rede hidráulica e elétrica, o terminal também será ampliado e as vias internas serão totalmente recapeadas.

A plataforma de embarque e desembarque do sentido Bairro - Centro será estendida em mais 1,2 metros de largura. Atualmente, o terminal possui 147 metros de comprimento. A área ganhará, também, mais dois banheiros e novos bancos para oferecer maior comodidade aos passageiros.  A iluminação será reformulada para atender melhor os passageiros e o entorno do terminal receberá luminárias de LED.

Durante o andamento das obras de reforma e melhorias nas plataformas de passageiros, na cobertura e no pavimento do T2 a Superintendência Municipal Transportes Urbanos (SMTU) deve utilizar uma das vias localizadas na proximidade do T2 como terminal provisório.

Abrigos

Paralelamente à reforma do T2, cerca de 500 abrigos de ônibus, que contemplam telhas de barro na estrutura, serão totalmente reformados. Abrigos de várias zonas da capital estão inclusos no planejamento de obras para receber os serviços de infraestrutura necessários.

Essas obras fazem parte de um pacote de investimentos para a melhoria do trânsito da capital, que contará, também, com a reforma de 20 terminais de ônibus de fim de linha e a construção de sete abrigos de ônibus.

A reforma dos terminais de fim de linha já começou pelo do São Raimundo, na zona Oeste. Outras frentes de obras entrarão em ação nos bairros: Cidade Nova, Lírio do Vale, Redenção, Dom Pedro, Compensa, Santo Antônio, Petrópolis, Santa Etelvina, Japiim, entre outros.

O projeto para reforma dos terminais de fim de linha contempla obras de melhorias que abrange desde as salas onde ficam os motoristas e cobradores até a área dos banheiros. Toda a cobertura do prédio será refeito e o calçamento será revitalizado.

Novos terminais

Outros sete novos terminais de bairro também serão construídos nas comunidades Renato Souza Pinto, na Cidade Nova; Passarinho 1 e 2, na Colônia Terra Nova; João Paulo, no Jorge Teixeira; Areal do Mindu, Cidade de Deus; e os bairros Parque das Nações e União da Vitória.

Informaçoes: A Crítica 

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960