Motoristas de ônibus de São Paulo decidem paralisar terminais por 2 h nesta terça

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Motoristas e cobradores decidiram, em plenária realizada nesta segunda-feira (10), paralisar os terminais de ônibus de São Paulo entre 10h e 12h desta terça-feira (11) em manifestação por reajuste salarial.

A São Paulo Transporte (SPTrans) divulgou nota na qual apela para que as conversas prossigam no sentido de que a operação do sistema não sofra descontinuidade e afirma que espera que trabalhadores e empresários alcancem o entendimento no sentido de evitar a paralisação das atividades. "É fundamental que as duas partes negociem e cheguem a um acordo para que a população não seja prejudicada."

O sindicato que representa as empresas de ônibus diz que "uma atitude extrema dos operadores, sem amparo de uma assembleia da categoria, caracteriza o movimento como ilegal, resultando em sérios prejuízos aos usuários do serviço de transporte urbano".

O presidente do Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano, Valdevan Noventa, disse que a manifestação desta terça “é um alerta para todos”. Ele afirma que todos os terminais da cidade deixarão de funcionar no horário, além de algumas linhas que circulam fora dos terminais.

“É uma campanha salarial, recusamos uma proposta indecente. É um alerta para todos, que a cidade pode parar”, afirmou.  Ele diz que os funcionários pedem a correção do salário pela inflação mais um aumento real de 7%. Segundo o presidente, as empresas ofereceram 7,21% no total. Os trabalhadores marcaram para quinta-feira (14) uma assembleia que irá definir os rumos da campanha salarial.

Em nota, o sindicato que representa as empresas diz que "as negociações estão em andamento; ainda não se esgotaram". "As empresas concessionárias, associadas ao SPUrbanuss, farão todos os esforços para manter a operação normal dos ônibus", afirma.

Os motoristas e cobradores fizeram protesto semelhante em novembro de ano passado e fecharam os terminais das 10h às 12h30. Na época, a manifestação pedia mais segurança para os trabalhadores, após a morte de um motorista que teve o corpo queimado.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960