Licitação para BRT entre Lapa e Iguatemi sai em junho

quinta-feira, 28 de maio de 2015

A licitação para a construção do BRT (Bus Rapid Transit) de Salvador será lançada ainda neste semestre, de acordo com o secretário Fábio Mota. “Estamos aguardando o Ministério das Cidades fazer o empenho da contrapartida dele para que a gente possa licitar. O processo está todo pronto, com todas as licenças ambientais permitidas”, explicou.

O custo total da obra é estimado em R$ 1 bilhão. Ao final de 24 meses (a partir do início das obras), a ligação entre a Estação da Lapa  e o Iguatemi (Lapa-LIP), com tempo de viagem total estimado em 15 minutos, irá beneficiar cerca de 35 mil pessoas, por dia.

A expectativa é que a obra seja entregue em 2017. Para o arquiteto e urbanista Jaime Lerner, um dos criadores do BRT, é preciso investir na boa operação do sistema. “Se não for assim, a população não vai mudar. Não é só implantar corredores onde o ônibus tem prioridade. É criar uma rede de transporte público de qualidade bem detalhada e bem operada, senão a população vai dizer que é só ônibus. E não é”, alertou Lerner, ex-prefeito de Curitiba que implantou a estrutura na cidade há 40 anos, durante o Fórum Mobilidade Volvo,  na semana passada, na capital paranaense.

“Às vezes, uma topografia é difícil (como a de Salvador), mas torna muito mais fácil a integração de linhas. Então, não há nada que não possa ser melhorado”, pontuou. O presidente da Associação Nacional de Transportes Urbanos (NTU), Otávio Cunha, diz que, mesmo com o BRT, a cidade deve investir em uma rede de transporte integrada.

“Se você tem uma rede de ônibus convencional, alimentando um corredor de BRT, chega num ponto de saturação. Então, precisa ter uma rede de metrô, que é um modo de transporte de maior capacidade. Assim, você tem a rede”, concluiu. 

Informações: Correio 24 Horas


1 comentários:

1º) Procurem no Brasil um sistema de BRT que tenha custado exatos R$117 mi e uns quebrados por Km/construído....(O mais caro que eu encontrei não chega a R$50 mi) sim isso mesmo R$1 bi divididos por 8,5 km e com apenas 9 estações da exatamente R$117 mi por Km
2º) O engodo : Se estabelecermos um tempo de parada de apenas 30 segundos para embarque e desembarque de passageiros em cada estação teremos o tempo total de 9X30=270 segundos o que dará 4,30 minutos de inercia,isso significa que os ônibus terão apenas 10,30 minutos para percorrer todo percusso.Some-se a isso ainda o tempo de desaceleração do veiculo ao chegar na estação e o tempo para a retomada de velocidade.Então perguntamos....matematicamente como ele fara esse percusso em apenas 15 minutos.
3º) O equivoco do percusso,aparentemente feito para concorrer (sobrepor,fazer sombra) com a linha 2 do metrô de Salvador já em acelerada construção...como um sistema de ônibus com capacidade de demanda limitada e com um caminho quase duas vezes mais longo do que o do metrô conseguira essa proeza?.....
4º)Na contramão do que pregam os Urbanistas e técnicos em transportes (ocupar as vias com transporte público diminuindo o espaço para o transporte individual),vão retirar os ônibus da via exclusiva existente,abrindo mais espaços para os carros e coloca-los,os ônibus,no canteiro central,impermeabilizando-o,enclausurando o Rio (Camaragibe) que passa no centro do mesmo e construindo estações elevadas a 33 metros ao nível do solo e vias elevadas não só para os ônibus mais para carros também.
5) Um sistema BRS ou BHLS (semelhante ao que será construído em Londrina) usando as vias exclusivas existentes e mudanças no percusso com a criação de duas linhas,1ª) Lapa/Itaigara/Pituba a 2ª) Iguatemi/Itaigara/Pituba atenderia satisfatoriamente esses bairros alem de integra-lo ao sistema metroviário da cidade com um custo infinitamente inferior.
O financiamento do projeto será através do Ministério das Cidades(PAC) R$300 mi e o restante com financiamento de bancos tratados no exterior.

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960