Em Manaus, rodoviários terão reajuste salarial em junho

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Os salários dos rodoviários de Manaus devem receber reajuste a partir de junho deste ano. A informação foi divulgada na tarde desta quarta-feira (27), pelo prefeito Artur Neto, durante coletiva de imprensa no Palácio Rio Branco, localizado no Centro da capital. Ao todo, motoristas devem receber 12% de reajuste, enquanto cobradores terão aumento de 24%. Conforme o Sinetram, as reformas salariais não devem refletir no aumento da passagem dos coletivos.

Com os reajustes, os motoristas terão salário de R$ 2.093,98, cobradores de R$ 1.046,98  e administradores de linha de R$ 2.293,54. Além disso, ficou acertado que a categoria receberá ticket alimentação de R$ 12,50, vale-lanche R$ 6,50 e cesta básica de R$210,60.

Segundo o prefeito de Manaus, Artur Neto, os investimentos na infraestrutura de trânsito contribuem para o não aumento do preço da tarifa. "Nós temos hoje o salário número um do Brasil para os rodoviários. Estou muito feliz porque conseguimos uma coisa que realmente seria impossível, não onerando o preço da tarifa. Isso acontece pois nós temos o subsídio e também temos a melhoria do sistema com a faixa azul, por exemplo, em que os ônibus fazem mais viagens e aumenta a rentabilidade do sistema", explicou.

Conforme o presidente do Sinetram, Algacir Gurgacz, ainda não há como informar até quando o preço atual de R$ 3,00 será mantido. "O que o Sinetram quer realmente é essa calmaria. Estamos pensando primeiro no colaborador nosso, que esse é o que mais se estressa. Nós não podemos deixar ele preocupado porque ele está transportando vida, e o resultado final lá na ponta é pro usuário", disse.

O presidente do Sindicato dos Rodoviários, Givancir de Oliveira, afirmou que os reajustes devem refletir na melhoria do serviço de transporte coletivo na capital. "Os empresários queriam dar tão somente 6% em tudo. Estava ruim, estava travado, já estava indo para o dissídio coletivo, a greve já estava marcada. Mas o prefeito Artur, preocupado com a cidade,  chamou o Sinetram e determinou a negociação. Graças a Deus, a categoria saiu satisfeita e vitoriosa com esse acordo coletivo", disse.

Informações: G1 AM

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960