Em Campinas, Terminal Padre Anchieta muda sistema de operação no sábado

quinta-feira, 14 de maio de 2015

A partir de sábado (16), o Terminal Padre Anchieta, em Campinas, abrirá os portões laterais e se transformará em um terminal aberto. Com isso, a entrada de passageiros será livre, e a passagem paga apenas nos ônibus. A medida é para inibir a entrada pela faixa dos coletivos — e evitar acidentes — e impedir os passageiros que entram pela faixa de veículos e não pagam a passagem. Diariamente, passam pelo local 2 mil pessoas. 

A região do entorno do terminal tem grande movimentação de veículos e de ônibus. É comum as pessoas cruzarem pontos de tráfego mais intenso para acessar o terminal. Atualmente, a entrada é pela catraca principal, fixada no solo. No entanto, a entrada de veículos é larga e é possível passar por ela. 

Um funcionário, que pediu para não ser identificado, afirmou que, em média, cem pessoas por hora entravam pelas faixas de ônibus. Esse número caiu há 2 meses, quando dois seguranças foram colocados nas entradas para evitar o problema.

Segundo a Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) e a Transurc, a mudança também deve auxiliar nos horários de pico, uma vez que formavam-se filas para o pagamento.

A partir do dia 16, o pagamento será feito com cartão eletrônico após o embarque no veículo. As alterações serão testadas por um período de 90 dias. Se forem aprovadas, serão implementadas em caráter definitivo. Para orientar os usuários sobre as mudanças, a Transurc e a Emdec estão distribuindo folhetos explicativos.

Após a transição, serão colocados funcionários para tirar dúvidas e orientar os usuários sobre as mudanças. Os passageiros afirmaram que a medida pode trazer benefícios, como a segurança, mas temem que cause confusão. “Muitos entram por fora para não pagar. Então, quando mudar, eles não vão gostar. Vai precisar de vigilância e orientação”, disse o assessor Daniel Toledo. 

A doméstica Andreia Jaqueline dos Santos, de 35 anos, afirmou que a mudança pode ajudar, mas que os portões podem facilitar aos usuários que não pagam. “As pessoas não têm consciência.Vejo muita gente que entra pela faixa do ônibus. Vai precisar de orientação e muita fiscalização”, disse.

Para a cozinheira Maria de Lourdes Lopes, de 63 anos, a abertura dos portões vai criar mais fila para entrar nos ônibus. “Acho que fica mais fácil para entrar no terminal, mas pode atrapalhar quem entra no veículos. Quem vem atrasado, e quer correr, por exemplo”, disse. Ela utiliza o terminal para fazer a integração entre linhas.

O folheto da Emdec e da Transurc informam que os passageiros que fazem integração no Terminal Padre Anchieta devem entrar pela porta da frente dos ônibus, validar novamente o Bilhete Único e passar pela catraca. Quem não possui o Bilhete Único — há o Bilhete 1 ou 2 Viagens — terá que pagar novamente.

Por Sarah Brito
Informações: Correio Popular

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960