Terminal de ônibus em Várzea Grande (MT) será desativado em 90 dias

terça-feira, 21 de abril de 2015

O Terminal André Maggi em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, será desativado em 90 dias, segundo planejamento da prefeitura municipal. Como primeira medida no cronograma de desativação, os ônibus das linhas 055 (Terminal André Maggi/Coxipó) e 017 (Terminal André Maggi/UFMT) não passam mais pelo local desde segunda-feira (20). Os usuários destas linhas devem embarcar na Avenida Filinto Müller. A integração entre um ônibus e outro que se dava no terminal será feita por meio do cartão-transporte.

Segundo o secretário de Serviços Públicos e Transporte, Roldão Lima Júnior, o terminal será desativado porque não consegue mais atender à demanda. "Quando foi criado, há 17 anos, passavam por aqui 20 mil pessoas por dia e hoje o fluxo diário é de 80 mil passageiros. Agora, assim como é feita em Cuiabá, a integração será com o cartão. O usuário tem até duas horas e meia para integrar", explicou.

Outro fator que contribuiu para a desativação é a falta de segurança. De acordo com o secretário, no período da noite o local recebe usuários de drogas e já foram registrados assaltos, inclusive à mão armada.

Idosos
Outra mudança que também está valendo é o embarque dos idosos pela porta da frente, em atendimento a uma determinação do Ministério Público do Estado. Aquelas que ainda não têm o cartão de transporte devem procurar o posto de atendimento da Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos (MTU) no próprio Terminal André Maggi.

Como a procura pelo serviço tem sido grande, com longas filas se formando, serão distribuídas 60 senhas por dia para atendimento no terminal a partir da próxima quarta-feira (22). Roldão Filho explicou que se houver mais idosos à espera, eles serão transportados pela prefeitura até outro local onde será montada uma estrutura de atendimento para a confecção do cartão que libera a passagem do idoso pela catraca.

Como todas as pessoas com 65 anos ou mais têm direito ao transporte gratuito, nenhum idoso deixará de tomar ônibus, caso não tenha ainda o cartão, reforçou ainda o secretário.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960