Prefeitura de Curitiba testa estação de locação de bicicleta elétrica

sexta-feira, 10 de abril de 2015

A Prefeitura de Curitiba lançou oficialmente, nesta quinta-feira (02), um projeto-piloto de locação de bicicletas elétricas, no Parque Barigui. Após seis meses de período de teste, se aprovado o projeto pode ser ampliado, via licitação, para diferentes pontos e parques da cidade.

A estação de locação de bicicletas elétricas está instalada em um Eco-contêiner em frente ao Museu do Automóvel e vai funcionar todos os dias da semana, das 10h às 19 horas. O tempo mínimo de locação é de meia hora, a um custo de R$ 15,00 contando, a partir daí, R$ 0,50 por minuto.

Essa é mais uma medida da Prefeitura de Curitiba de incentivo ao uso da bicicleta, como a instalação da Via Calma na Avenida Sete de Setembro, ciclorrotas, ciclofaixas, paraciclos em todos os terminais e em vários pontos da cidade.

A proposta para implantação da estação de locação de bicicletas elétricas foi feita pela E-leeze Rental, protocolada como projeto-piloto para análise da Urbs, sem custos para o Município.

"Vamos avaliar a aceitação dos curitibanos e turistas, se há espaço para ampliação desse serviço e, então, abrir um processo de licitação para atender toda a cidade", disse o prefeito Gustavo Fruet, que testou uma das bicicletas oferecidas para locação.

"É mais um serviço voltado a incentivar o uso da bicicleta tanto para passeio e lazer quanto para deslocamento de trabalho e estudo", afirmou o prefeito.

O presidente da Urbs, Roberto Gregorio da Silva Junior, explica que os técnicos vão acompanhar o desenvolvimento do projeto de locação nesses seis meses. "A ideia é testar novas propostas, novos conceitos e tecnologias que possam beneficiar a população", disse ele.

A estação de locação de bicicletas elétricas no Parque Barigui tem à frente os empresários Ana Claudia Stier e Tiago Campos, conhecido no meio como "Café".

Ana Stier conta que o serviço começou a ser testado na semana passada. "As pessoas que alugam uma bicicleta voltam invariavelmente com um sorriso no rosto", afirma. "Tem gente que aluga até na chuva", conta.

Ela mostra recados de aprovação e satisfação deixados por clientes nas paredes do contêiner, forrada de espelhos.  "A locação permite ao cidadão perceber que pode usar a bicicleta para ir ao trabalho, à feira, a uma visita ou um passeio pelo parque", afirma.

Aluguel

Para alugar uma bicicleta é preciso ter mais de 18 anos. Na primeira locação é feito um cadastro, apresentando cartão de débito ou crédito e documento com foto.

O tempo mínimo de meia hora é considerado suficiente para até duas voltas completas no Parque Barigui. Na locação da bicicleta acompanha um capacete e o serviço oferece também opção de locação de cestinha para pequenos animais, cadeirinha para criança e um bike engate – bicicleta menor para ser engatada na elétrica.

Sustentável

O ponto do Parque Barigui foi instalado em um contêiner reaproveitado. Isso evita o impacto ambiental de mais uma construção, permite melhor adequação à paisagem do parque e está em sintonia com o conceito de sustentabilidade que acompanha o uso da bicicleta.

A bicicleta elétrica vem sendo difundida como meio de transporte eficiente, na medida em que permite, por exemplo, que a pessoa chegue ao seu trabalho sem ter suado. Por outro lado, o motor elétrico não dispensa o pedal, o que significa que o cidadão também terá, na bicicleta elétrica, uma ferramenta de exercício físico.

Informações: URBS

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960