Aplicativo guia usuários 'perdidos' no transporte público em Porto Alegre

terça-feira, 21 de abril de 2015

Baseado no conceito de crowdsourcing, ou seja, abastecido pelos próprios usuários, uma startup recém-criada em Porto Alegre lançou um aplicativo para celular ou tablet capaz de guiar os “perdidos” na cidade. O app reúne informações sobre todas as opções de transporte público da capital: ônibus, lotação, trem, catamarã e até aeromóvel. É possível ainda compartilhar e aproveitar dados fornecidos pelos passageiros em tempo real, como atrasos, condições de trânsito, superlotação dos veículos e até mesmo se o motorista dirige mal ou agressivamente.

A ideia é da 8Lab, startup formada por quatro sócios há cerca de um ano e incubada na Raiar da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). A intenção é facilitar a vida de quem se desloca pela cidade e depende do transporte coletivo. "Quando eu estava no colégio, não tinha quase nada de informação desse tipo. Não se sabia que ônibus pegar para chegar a determinado lugar. Era preciso pedir ajuda. Meu sócio comentava que antes a avó era o GPS dele", brinca Flávio Palma Pereira, 22 anos, um dos sócios da 8Lab.

A exemplo dos populares Moovit e Waze, o app intitulado Wigo é destinado somente para quem usa transporte público e eventualmente fica preso no trânsito. No campo de busca, digita-se para onde quer ir. A partir da geolocalização, o app indicará qual o ponto mais próximo para embarcar no transporte coletivo (conforme a preferência ou necessidade do passageiro), quais linhas podem ser usadas, qual a rota será feita e onde é preciso descer. Se for necessário, sinalizará ainda como e onde fazer baldeação.

"Incluímos no app todos os meios de transporte público e coletivo. Instrui o usuário, que de repente não conhece a região. O aplicativo avisa 300 metros antes do ponto para ele descer. E mostra opções de integração, se ele tiver que pegar mais de um ônibus, por exemplo", detalha o estudante de administração da PUCRS.

Por fim, o app permite que os usuários interajam e abasteçam a ferramenta com informações. "É como uma comunidade no aplicativo. Os usuários podem dizer em tempo real se a via está trancado, se o ônibus está cheio, ou se tem uma obra no caminho", explica.

O Wigo tem download gratuito e está disponível para Android no Google Play. A partir do segundo semestre do ano, poderá ser utilizado também por usuários do sistema IOS.

Informações: G1 RS


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960