BRT custa um décimo do metrô; 61 projetos estão em andamento

sexta-feira, 13 de março de 2015

No Brasil, existem 61 projetos de BRT em implantação, segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU). Implantado na década de 1970, em Curitiba, o modal voltou a ser visto como uma boa opção de transporte público nas grandes cidades por conta da organização da Copa do Mundo de 2014. Capitais como Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Recife apostaram no transporte para facilitar a vida dos torcedores e agora a população usufrui do legado.

“No Rio, por exemplo, uma viagem que se fazia em duas horas, agora é feita em 40 minutos”, comenta o diretor administrativo e institucional da NTU, Marcos Bicalho. Além do impacto direto na mobilidade de grandes centros urbanos, ele pontua que a implantação do BRT é muito mais rápida do que a de um metrô, por exemplo.

“Você consegue operar uma linha de BRT em dois, três anos após o início das obras. O metrô demora uns 10 anos para iniciar a operação”, compara. O custo é outro ponto que conta a favor do BRT. Segundo Bicalho, geralmente, o modal custa um décimo do valor orçado para se construir linhas de metrô.

Em todo o Brasil, já são 144 km de BRT em nove cidades: Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Goiânia, Recife, Rio, São Paulo, Uberaba (MG) e  Uberlândia (MG). 

Por Amanda Palma
Informações: Correio 24 Horas

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960