Número de veículos em Maceió cresce quase 7%

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Em dezembro de 2014, a frota veicular de Maceió era composta por aproximadamente 283 mil veículos, segundo dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Tal número engloba desde automóveis até motocicletas, caminhões e micro-ônibus. Os números de janeiro a fevereiro deste ano ainda não foram divulgados, mas o crescimento já é visível quando se compara com o número de veículos que a cidade possuía em dezembro de 2013, que era 266,17 mil veículos. Ou seja: cerca de 17 mil a menos.

O crescimento do número de veículos preocupa pela possibilidade de agravamento dos congestionamentos na cidade. Para amenizar o problema que abrange não somente Maceió, mas todas as grandes cidades brasileiras, a Prefeitura tem tomado medidas com resultados positivos na mobilidade principalmente de quem utiliza o transporte público para se locomover.

A criação da faixa exclusiva para ônibus – a chamada faixa azul, nas avenidas Tomás Espíndola, Fernandes Lima e Durval de Góes Monteiro foi uma medida implantada pela Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito em 2014. De acordo com a SMTT, o objetivo da faixa azul é facilitar e acelerar o fluxo de veículos de uso coletivo em Maceió, estimulando assim o seu uso pela população.

Devido a problemas de velocidade e de disponibilidade de transportes coletivos, muitas pessoas deixaram de usar tal meio e decidiram adquirir o próprio automóvel, como é o caso da estudante Alessandra Aleluia. “Tenho carro, mas andei de ônibus para ir à faculdade e por estudar de manhã tinha muita dificuldade em chegar às aulas na hora certa. Hoje já percebemos a diferença e como o transporte coletivo está mais rápido”, afirma.

A faixa exclusiva também será implantada nas Avenidas Comendador Leão, bairro do Poço, e Dona Constança, na Mangabeiras. Além da faixa azul, a Prefeitura investiu na criação de novas vias como a Avenida Josefa de Melo, ligando o Barro Duro à Cruz das Almas.

As obras da Avenida Paulo Holanda, paralela ao Hospital Universitário, estão avançadas e irão facilitar o acesso aos conjuntos habitacionais Graciliano Ramos e Village I e II. A nova Avenida deve descongestionar o trânsito da Via Expressa no trecho da rotatória da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

por Ascom - SMTT
Informações: Aqui Acontece

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960