Metrô de São Paulo cobra R$ 3 a passagem por falta de troco

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

O guichê da estação Sumaré da Linha 2 - Verde do Metrô cobra R$ 3 pela passagem na manhã desta segunda-feira (9). De acordo com o anúncio colado no vidro, o valor da tarifa está 50 centavos mais barato do que o oficial por "falta de troco".

Segundo o leitor que tirou a foto, o atendente disse que o "Banco Central estava com problemas na emissão de moedas", mas o leitor não encontrou o mesmo problema em outras estações.

O Metrô informou, por meio de sua assessoria de imprensa, que, "para não prejudicar os passageiros em decorrência de uma falta momentânea de troco, adotou na estação Sumaré a estratégia de redução tarifária até que a questão fosse solucionada". A operação foi normalizada  no início da tarde e "os guichês da estação estão abastecidos com troco".

As passagens de ônibus, trens e Metrô de São Paulo subiram no dia 6 de janeiro. A tarifa passou de R$ 3 para R$ 3,50. O valor vale para os ônibus da capital paulista, além do Metrô e da CPTM, que atendem a região metropolitana. O valor da integração também subiu de R$ 4,65 para R$ 5,45.

O reajuste de R$ 3 para R$ 3,50 acontece um ano e meio após os protestos de junho de 2013, que fizeram a Prefeitura e o governo do estado revogarem um aumento de R$ 0,20 determinado naquele ano. Dessa forma, a tarifa permanecia no valor de R$ 3 desde 2011.

A Prefeitura de São Paulo argumenta que o aumento aplicado agora é menor do que a variação da inflação no período. Caso ela fosse aplicada, a passagem chegaria a R$ 3,75, segundo o governo municipal.

O novo aumento, porém, recebe críticas. O Movimento Passe Livre (MPL) já fez sete manifestações pela revogação do aumento e tarifa zero.

Por Cíntia Acayaba
Informações: G1 SP

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960