Tarifa de ônibus em Salvador sobe para R$ 3

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

O aumento da passagem de ônibus para R$ 3 em Salvador passou a ser cobrado neste 1° de janeiro de 2015.

No dia 12 de dezembro, 170 ônibus da nova frota chegaram a Salvador. Nesta segunda, a prefeitura entregou os 300 novos veículos, de um total de 700 que vão compor a frota de transportes da capital baiana.

Os ônibus vão ser incorporados progressivamente à frota até o final de janeiro de 2015. Hoje, a frota da cidade é de cerca de 2,5 mil ônibus. Os atuais veículos que compõem o sistema de transporte sairão das ruas aos poucos, começando pelos mais antigos até os mais novos.

Os ônibus da nova frota terão entrada dos passageiros pela parte da frente - hoje, a entrada é pela traseira -, e também vão ser adaptados para atender pessoas com deficiência.

De acordo com a Semut, os demais ônibus que circulam pela capital serão adaptados gradativamente e terão 100% de acesso frontal no prazo de um ano.

As empresas integradas aos consórcios devem atuar nas regiões do subúrbio, 'miolo' (centro) e orla da capital. De acordo com a prefeitura, o consórcio Plataforma, que irá atuar na região do subúrbio, é formado pelas empresas Praia Grande, Axé, Boa Viagem e Joevanza. Os ônibus desse consórcio terão a cor amarela.

O consórcio Ótima, com veículos de cor verde, que vai explorar o 'miolo' da cidade, é composto pelas empresas São Cristóvão, Expresso Vitória, Modelo, RD, Transporte Sol, Triunfo, União e Unibus Bahiax. Já o consórcio Salvador Norte, que deve gerir a orla da capital e terá a cor azul, é composto pela empresas BTU, ODM, Verde Mar e Viação Rio Verde.

Para explorar a região do subúrbio, o consórcio Plataforma ofereceu o valor de outorga de R$ 35.480 milhões, Ótima ofereceu o valor de R$ 86.377 milhões, e o Salvador Norte ofereceu o valor de R$ 57.899 milhões, totalizando quase R$ 180 milhões.

A prefeitura também já anunciou que o novo sistema vai funcionar integrado com as linhas do metrô.

O aviso de licitação para a abertura de concorrência pública no setor foi publicado no dia 3 de abril deste ano. Conforme edital, o prazo do contrato de concessão para as empresas interessadas em atuar no STCO, que antes durava 35 anos, foi reduzido para 25. Se houver descumprimento das regras do contrato, a prefeitura pode retomar o serviço.

Estado critica
Na época do lançamento do edital, o governo baiano apontou 10 equívocos técnicos no projeto básico que deveriam ser revistos e chegou a pedir a suspensão do processo de licitação, o que criou clima tenso com a prefeitura. O secretário municipal Fábio Mota chamou a atitude de "intromissão". O Movimento Passe Livre (MPL) também se manifestou contrário ao edital. O Ministério Público da Bahia (MP) considerou o edital um avaço e fez análise da documentação. A posição da Promotoria sobre o assunto ainda não foi informada.

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960