Tarifa de ônibus em Macapá é a mais barata do Brasil

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Mesmo diante dos aumentos de tarifas de transportes coletivos em pelo menos nove capitais no país, Macapá deverá manter o  preço da tarifa de ônibus em Macapá, que é de R$ 2,10, segundo a prefeitura. A permanência no valor deve-se a uma disputa judicial entre a Companha de Trânsito e Transporte de Macapá (CTMac) e o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Amapá (Setap).

“Depende da decisão da Justiça para ser definida alguma coisa sobre o preço da tarifa urbana em Macapá. Estamos esperando o posicionamento do judiciário que vai analisar as planilhas apresentadas pelas partes”, disse a diretora-presidente da CTMac, Cristina Baddini.


A última audiência entre a prefeitura e o Setap aconteceu em setembro de 2014. Sem acordo entre as partes, a Justiça decidiu contratar peritos para analisar as planilhas de custos apresentadas na ação ingressada pelos empresários que reivindicam aumento tarifário.  Eles pedem o reajuste de R$ 2,10 para R$ 2,75. A proposta de elevar o preço representa um aumento de 30%.

A elevação da passagem, segundo o Setap, é sustentada pelo reajuste de 9% nos salários dos rodoviários e aumento de insumos mecânicos, de combustível e de quilometragem percorrida pelos ônibus em Macapá. A Companhia de Trânsito e Transporte contesta a proposta do sindicato alegando que a planilha apresentada pela entidade apresenta incoerências, a exemplo da falta de apresentação do aumento mensal da venda de passagens e isenção de 17% no pagamento dos Impostos Sobre Serviços (ISS), Sobre Circulação de Mercadoria (ICMS) e Taxa de Gerenciamento. A desoneração dos tributos foi dada pela prefeitura em junho de 2013.

Aumentos
Macapá está há três anos sem reajuste nas tarifas de ônibus. Desde 2005, todos os reajustes foram determinados pela Justiça. No dia 6 de julho de 2008, os empresários conseguiram aumento para uma tarifa de R$ 1,95. O valor foi mantido até outubro de 2010, quando, após decisão judicial e decreto do então prefeito de Macapá, Roberto Góes, o Setap foi obrigado a reduzir o preço para R$ 1,90. No dia 11 de agosto de 2011, também por decisão judicial, o valor foi reajustado para R$ 2,30. Em julho de 2013, após a prefeitura de Macapá desonerar impostos, o valor foi reajustado para R$ 2,10, e permanece o mesmo atualmente.

Por Abinoan Santiago
Informações: G1 AP

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960