Em Salvador, Tarifa do ônibus ''Frescão'' aumenta para R$ 3,25

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Além dos vários aumentos já conhecidos pelos baianos, como IPTU, conta de energia, cosméticos, material escolar e combustíveis, a população vai ter que coçar o bolso ainda mais no começo deste ano. É que o preço da passagem dos micro-ônibus com ar condicionado, conhecidos popularmente como “frescão”, tiveram um acréscimo de R$ 0,25 em seu valor, ou seja, passaram de R$ 3 para R$ 3,25. Um aumento de 8,3%.
Foto: Reginaldo Ipê
Quem pega dois transportes deste tipo por dia para se locomover na cidade, gastava, normalmente, R$ 180 por mês. Agora, vai ter um gasto mensal de R$ 195. Um aumento de R$ 15. Durante o ano, a despesa do passageiro da capital baiana que utilizar estes ônibus, de segunda à sábado, vai ultrapassar a casa do R$ 180. Além do ar condicionado, os coletivos possuem poltronas acolchoadas, oferecendo ainda mais conforto ao usuário em relação aos ônibus convencionais.

“O aumento foi publicado no Diário Oficial do Município na última quarta e começou a valer ontem. Era um reajuste já programado e foi no mesmo índice que foi dado os ônibus convencionais, dentro do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo)”, disse o titular da Secretaria de Mobilidade da Prefeitura de Salvador, Fábio Mota. Interferem nesse reajuste, entre outros, os custos dos ônibus, preço da gasolina, manutenção e impostos.

O secretário não soube precisar a quantidade de micro-ônibus com ar condicionado que rodam em Salvador, mas, de acordo com ele, menos de 2% da frota total de coletivos da cidade possuem essas características. São considerados ônibus seletivos, um tipo de sistema de transporte diferenciado. “Até o dia 30 de março, todos eles estarão equipados com GPS, assim como também já podemos observar nos novos ônibus que circulam por Salvador”, pontuou.

No entanto, a partir do segundo semestre, mudanças serão realizadas para trazer mais conforto ao passageiro. Novos ônibus executivos, maiores, também com ar condicionado, começarão a rodar pela cidade, fazendo com que os antigos micro-ônibus deixem de existir. “Para esse novo sistema, estamos fazendo alguns estudos de demanda para colocar linhas chegando ao Aeroporto saindo de lugares como o Subúrbio, Cajazeiras e Liberdade, passando todos eles pela orla. Nosso objetivo é levar transporte de qualidade e conforto a toda a cidade”, destacou o secretário.

Entrada de idosos
Outra novidade é que, a partir do próximo dia 26, os idosos vão pode agendar a hora e o local onde querem ser atendidos para a retirada do cartão de gratuidade nos ônibus. “Eles podem escolher onde querem ser atendidos, se no Comércio, em Cajazeiras ou no Subúrbio. Hoje, eles usam a identidade para poder entrar nos coletivos. Mas o nosso objetivo é facilitar a mobilidade deles dentro dos ônibus”, contou.

Segundo Mota, o cartão será gratuito, mas não obrigatório. “A partir do dia dois de maio, eles vão começar a receber em casa os cartões de forma gratuita. Quem não fizer os cartões, ainda vai poder usar o transporte normalmente, mas pode passar por alguns transtornos nos acessos ao ônibus na hora de embarcar, por exemplo”, finalizou.

A estudante Tatiana Alvarez espera que este novo valor melhore o serviço oferecido, que, segundo ela, deixa a desejar. “Alguns desses ônibus às vezes vem lotados e o ar condicionado não funciona como deveria. Imagina o calor que fica dentro deles? Tomara que, ao menos agora, eles cumpram com o seu objetivo”, comentou.

Já o auxiliar de dentista Marcus Fernandes que geralmente pega o “frescão” no Imbuí até o centro da cidade, enalteceu conforto que estes coletivos proporcionam. “Em dias de calor intenso, como este que está fazendo, é uma mão na roda, a gente não chega suado ao trabalho. Compensa, em alguns momentos, pagar um pouco a mais pela comodidade”, falou.

Informações: Tribuna da Bahia


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960