Metrô Rio fecha estações na Tijuca para concluir linha até a Uruguai

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

O Metrô Rio vai realizar, nos três primeiros fins de semana de fevereiro, intervenções nas estações da Tijuca, onde haverá restrições à operação normal e fechamento de estações. As intervenções, nos dias 1, 2, 8, 9 e 15, serão para concluir os preparativos da inauguração da estação Uruguai, prevista para a segunda quinzena de março, segundo a concessionária.

A Linha 1 funcionará entre General Osório e Estácio e um outro trem realizará serviço provisório entre as estações Estácio e Saens Peña, sendo necessária a baldeação. O intervalo entre viagens neste trecho será de 16 minutos.

No dia 16, a estação Saens Peña será fechada. O serviço provisório acontecerá entre as estações Estácio e São Francisco Xavier. Os usuários que desejarem embarcar na Saens Peña terão à disposição ônibus que os levarão até a Estação Estácio. No dia 17, a estação reabrirá com funcionamento normal.

Informações: G1 Rio

READ MORE - Metrô Rio fecha estações na Tijuca para concluir linha até a Uruguai

Acidente com ônibus BRT deixa dois feridos na Zona Oeste do Rio

Um acidente com um ônibus BRT Transoeste deixou duas pessoas feridas na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, na manhã desta sexta-feira (31). O pneu do veículo estourou e provocou o acidente, na altura da estação Santa Mônica, no sentido Alvorada. O Corpo de Bombeiros socorreu os feridos por volta das 7h20. Não há informação sobre o estado de saúde das vítimas.

O estouro do pneu causou o vazamento do combustível na pista, que recebeu serragem para evitar outros acidentes. Passageiros do BRT Transoeste esperavam sentados no chão outro ônibus para sair da estação, já que o incidente danificou parte da estação.

Segundo a assessoria de imprensa do BRT, o ônibus estava cheio, com cerca de 160 pessoas. Ainda segundo eles, um desvio com sinalização era feito no local do acidente e os motoristas do BRT estavam sendo orientados a sair e seguir pela pista lateral, evitando esse trecho.

Informações: G1 Rio

READ MORE - Acidente com ônibus BRT deixa dois feridos na Zona Oeste do Rio

Greve de ônibus em Porto Alegre continua nesta sexta

Os motoristas e cobradores mantêm nesta sexta-feira a greve geral de ônibus em Porto Alegre, apesar da categoria ter feito acordo de colocar 50% da frota em circulação.

De acordo com EPTC ( Empresa Pública de Transporte e Circulação), os grevistas impedem a saída dos ônibus das garagens. Um grupo também faz protesto em frente a garagem da viação Carris.

A mobilização dos rodoviários começou no início da semana e os trabalhos foram totalmente interrompidos ontem. Apenas ônibus intermunicipais e micro-ônibus executivos circularam.

A Câmara dos Dirigentes Lojistas estimou a queda nas vendas nesta semana em 25%. Como os funcionários não conseguiram chegar ao centro, órgãos públicos não funcionaram.

Os micro-ônibus executivos municipais, com passagem a R$ 4,20, eram a única alternativa para muita gente. No fim da tarde de quarta-feira (29), vans e ônibus clandestinos ofereciam transporte por até R$ 5.

A multa diária prevista, caso pelo menos 30% da frota não circule, é de R$ 50 mil.

Os motoristas e cobradores pedem reajuste de 14%, enquanto as empresas oferecem 5,5%. Os consórcios dizem que não têm como oferecer uma contraproposta porque não há perspectiva de reajuste da tarifa, hoje em R$ 2,80. 

Informações: Folha Uol
READ MORE - Greve de ônibus em Porto Alegre continua nesta sexta

Grande Recife enfrenta paralisações de alguns ônibus nesta sexta-feira

Quem precisa do transporte coletivo na Região Metropolitana do Recife pode sofrer com uma paralisação relampago dos rodoviários nesta sexta-feira. Segundo informações da categoria, o motivo principal da paralisação é contra o próprio sindicato por divergências de outro sindicato. 

Esta greve tem carater político e esta situação já se arrasta a algum tempo como por exemplo as paralisações de algumas empresas de ônibus no ano de 2013.

A insatisfação das oposições não paira apenas sobre este pleito. Eles reclamam da longevidade dos mandatos de Patrício. A Oposição de Verdade acredita que o atual presidente esteja há 33 anos no comando e já não satisfaça os anseios da categoria. 
Foto: Facebook
No Momento, motoristas e cobradores estam parados no Terminal Integrado Tancredo Neves, na Imbiribeira, Zona Sul do Recife. Também há outros focos de paralisação, como no TI Barro, na Zona Oeste, e na Ponte Duarte Coelho, no centro da capital pernambucana. Contudo, há vários coletivos circulando.

Informes que a categoria vai parar no começo da manhã e no fim da tarde.

Mais informações em instantes

Blog Meu Transporte


READ MORE - Grande Recife enfrenta paralisações de alguns ônibus nesta sexta-feira

Faixas expressas do BRT, em Belém, são liberadas a partir desta sexta-feira

O tráfego nos dois sentidos da faixa expressa do projeto do BRT, na avenida Almirante Barroso, em Belém, será liberado a partir das 7h desta sexta-feira (31). Durante coletiva, o prefeito da capital, Zenaldo Coutinho, afirma que a experiência é nova, e que os próprios usuários vão ter que se habituar à área segregada. Inicialmente, serão apenas 120 ônibus circulando na canaleta.

O objetivo da liberação das faixas é desafogar o trânsito. Haverá uma simulação na noite desta quinta-feira (30), com os ônibus rodando dentro da calha. Os 120 ônibus saem da área comum, e representam 30% do total de veículos das 19 linhas que vão trafegar nos corredores expressos. O número deve aumentar, já que para a prefeitura, a iniciativa ainda está em fase de teste.

De acordo com Zenaldo, a medida visa atender a população de imediato, visto que ainda não é possível implantar o BRT. Ainda segundo a prefeitura, o grande diferencial dos expressos para os que já trafegam na avenida Almirante Barroso é que os veículos que circularem na canaleta só irão parar nos sinais. "Por isso, não colocamos as paradas do BRT no trajeto, poderia gerar confusão", esclarece Zenaldo Coutinho. Os ônibus expressos estarão identificados com uma placa.


A fase experimental é curta, segundo o prefeito, mas deve gerar um transporte provisório até a implantação do projeto final do BRT que, segundo Zenaldo, seria inviável. "Em vez de ajudar o cidadão, o BRT hoje faria ele descer do ônibus duas vezes. O BRT não é só um ônibus articulado, é um sistema que tem controle e velocidade constante", explica.
Até o dia 15 de fevereiro, será feita a licitação do trecho da avenida Augusto Montenegro. "Para que se ponha BRT, a recomendação é ter um piso diferenciado, senão estraga as ruas".

Nesta sexta, 40 homens da Guarda Municipal de Belém, além de agentes da Superintendência de Mobilidade Urbana (Semob), vão estar no local para orientar os usuários de ônibus. O prefeito garante que haverá redução de tempo na viagem dos ônibus na canaleta, e também para quem estiver fora. "Esses 120 ônibus são 20% dos ônibus que circulam ate o Entroncamento", afirma Zenaldo.

Apesar da liberação das faixas, não haverá inauguração oficial nesta sexta-feira: o prefeito diz que deverá fazer a solenidade apenas com a presença da presidente Dilma Roussef, que depende de liberação na sua agenda para participar do evento em Belém.

Informações: G1 PA
READ MORE - Faixas expressas do BRT, em Belém, são liberadas a partir desta sexta-feira

Novo sistema de transporte público para Palmas é apresentado

O Bus Rapid Transit (BRT) novo sistema de transporte público que deve ser implantado em Palmas nos próximos quatro anos foi apresentado, nesta quarta-feira (29), em audiência pública na Câmara de Vereadores da capital. O presidente do Instituto de Planejamento Urbano de Palmas, Luiz Masaru Hayakawa, foi quem elaborou e apresentou o projeto. O modelo já existe em cidades como Curitiba (PR) e até mesmo em Los Angeles, nos Estados Unidos.

O modelo proposto pela prefeitura é diferente do apresentado pelo estado. O governador Siqueira Campos (PSDB) apresentou na semana passada, ao lançar a região metropolitana de Palmas, o Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). O sistema consiste em uma espécie de trem elevado em trilhos suspensos.

De acordo com o gestor, a partir da implantação da Região Metropolitana de Palmas (Metropalmas), os projetos de mobilidade urbana para a capital, para os 15 municípios e para o trajeto entre eles, poderão ser realizados de forma integrada, através da construção de linhas férreas ou através de rodovias duplicadas.


Mas segundo a Prefeitura de Palmas, o BRT é mais viável e eficiente. "A diferença está no custo do BRT, que está bem mais acessível para ser implantado. Tanto que o Ministério das Cidades libera um recurso específico para esse sistema. Ele não liberaria para Palmas, uma cidade de 260 mil habitantes, recursos para a implantação do VLT", explicou Christian Zini, secretário de Acessibilidade Mobilidade e Tranporte da capital.

O secretário de Energias Limpas, Recursos Hídricos e Projetos Especiais, Joaquim Guedes, alegou que um projeto não exclui o outro. "Um não é excludente com o outro. O Estado tem que ter uma visão mais longa para implantar os projetos por etapas", defendeu.

O BRT vai se deslocar pelo canteiro central da avenida Theotônio Segurado, transportando cerca de 200 passageiros por ônibus. No local será construída uma via rápida exclusiva. Serão aproximadamente 35 km desde o setor Santo Amaro, na região Norte, até o Taquari, na região sul, passando por dentro do setor Aureny 3.

Pelo projeto o sistema deve ter 28 estações de passageiros, sete estações de integração e dois terminais, além de calçadas e ciclovias. O modelo apresentado permite a integração com outras formas de transporte público e ainda melhora a circulação de pedestres e bicicletas.

A prefeitura da capital estima mais de R$ 700 milhões em investimentos para implantar o sistema. Recursos que serão repassados pelo programa de mobilidade urbana do governo federal. A previsão é de que em quatro anos o projeto seja concluído.

Informações: G1 TO, com informações da TV Anhanguera
READ MORE - Novo sistema de transporte público para Palmas é apresentado

Tarifa do transporte coletivo em Uberaba pode ser reajustada

O valor da passagem do transporte coletivo em Uberaba pode ser reajustado de R$ 2,80 para R$ 3,44. Nesta sexta-feira (31), representantes do Ministério Público se reunirão com membros da Prefeitura e de um movimento contra o aumento da passagem para discutir o assunto. E na próxima segunda-feira (3), às 19h, também está marcada uma reunião pública na Câmara de Vereadores para discutir o assunto.

As duas concessionárias de transporte coletivo de Uberaba querem que a tarifa seja reajustada. A proposta está sendo avaliada pela Prefeitura, que só irá se posicionar após a conclusão da análise.

José Tiago de Castro, presidente da Associação dos Usuários do Transporte Coletivo, que lidera o movimento, explicou que já foram feitas várias tentativas para discutir o reajuste na Prefeitura. “Estamos tentando marcar reunião com o prefeito para discutirmos não só o preço da tarifa como também a qualidade do serviço”, afirmou.

Cerca de 3% do que as empresas arrecadam é repassado para a Prefeitura, que deve arcar com as despesas de manutenção dos abrigos e do sistema de monitoramento, de acordo com o presidente da Associação. Outros problemas, como as empresas continuarem com ônibus circulando sem cobradores, foram apontados. No Centro da cidade, tetos de abrigos estão danificados. A proteção do sol forte são as árvores e em outros pontos pelos bairros eles estão quebrados.

Alguns usuários reclamam que os problemas não estão apenas fora dos ônibus. “Alguns botões de sinalização de parada não funcionam e temos que puxar a ‘cordinha’. Além disso, muitos usuários têm que ficar em pé porque o ônibus não comporta a quantidade. Querem aumentar o preço, mas não fornecem qualidade”, contou a enfermeira Norma Dias.

Mais um motivo que reforça a reivindicação da Associação de Usuários do Transporte Coletivo. “O retorno é praticamente zero para os usuários, por isso não deve haver o aumento. Vamos discutir com o prefeito sobre esta qualidade para depois sim, talvez ter reajuste”, observou.

Geraldo Parreira, líder comunitário, contou que as empresas não estão cumprindo os horários previstos no bairro. “Muitos perdem o horário do trabalho e são obrigados a pagar mototáxi. Isso sai muito mais caro”, disse.

A queixa de Edênio Campos é a mesma, que não concorda em pagar mais caro por um serviço que, segundo ele, deixa muito a desejar. “Se aumentar, vai atrapalhar muito no meu orçamento. Recebo R$ 1.100 mensais, pago as dívidas e agora tenho que pagar ônibus mais caro”, revelou o aposentado.

O estudante Guilherme Augusto Rosa anda de ônibus quatro vezes por dia. Se o preço da passagem aumentar, como propõem as empresas, ele vai gastar cerca de 20% a mais com o transporte. “Nós somos estudantes e dependemos muito do transporte público. E com o novo preço fica bem complicado”, comentou.

Informações: G1 Minas

READ MORE - Tarifa do transporte coletivo em Uberaba pode ser reajustada

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960