Tarifa de ônibus de Americana, SP sobe para R$ 3,15

segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Desde sábado (20), as passagens do transporte público de Americana (SP) passaram a custar R$ 3,15. O aumento de 16,6% sobre o atual valor do blilhete, R$ 2,70,  foi autorizado pelo prefeito interino do município, Paulo Chocolate. A população está insatisfeita com a decisão e, além do preço das tarifas, moradores reclamam da qualidade dos serviços oferecidos. "Não é justo. É abusivo, é muita coisa para o bolso, para o salário da gente", pontua a operadora de máquinas Cristina Fernandes. 

Em uma loja de calçados da cidade oito funcionárias dependem do vale-transporte, e o estabelecimento vai gastar R$ 180 a mais por mês, são R$ 2,160 por ano. "Esse aumento da tarifa nos pegou de surpresa. Para nós é um aumento significativo perto da situação que passamos em Americana hoje, agora com a crise", diz Valéria Tupy, proprietária . A tarifa do transporte coletivo não era reajustada desde 2011. 

Região
?A partir da mudança no preço, a cidade passa a ter uma das tarifas mais caras da região de Campinas. O valor é maior do que algumas cidades maiores do que Americana. Em Campinas (SP) as passagens para o transporte urbano custam R$ 3,30. Já em Indaiatuba (SP) R$ 3,20. No município de Hortolândia (SP) a tarifa e R$ 3,20´. Os passageiros de  Piracicaba (SP) pagam R$ 2,95. Em Limeira (SP), R$ 2,75. O valor em  Sumaré (SP) é  R$ 2,50. O reajuste em Americana ocorre em meio à crise financeira e política que provocou greve dos servidores municipais e de vereadores por causa do atraso nos salários de novembro  e 13º Salário.

Segundo a administração municipal, o aumento foi baseado nos gastos, na inflação e em outros itens que as apresentado pelas empresas concessionárias.

Informações: G1 Campinas e Região

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960