Motoristas desrespeitam faixa preferencial para ônibus em São Luís

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Motoristas de São Luís estão desrespeitando faixa preferencial para ônibus na na Avenida Colares Moreira, no Renascença. A sinalização da via foi feita para melhorar o tráfego de veículos no local e evitar congestionamentos. Porém, outros veículos estão invadindo a faixa preferencial. A informação foi publicada no jornal "O Estado do Maranhão".

A faixa foi pintada no início do mês de outubro. Ela tem início no Elevado do Trabalhador, se estende até as proximidades da Clínica São Marcos, no Renascença, e é considerada preferencial e não exclusiva por causa da existência de conversões à direita para realização de retornos e cruzamentos. Somente os condutores de ônibus podem permanecer na via, enquanto motoristas dos demais veículos apenas podem trafegar na faixa para fazer a conversão ou ter acesso a estacionamentos.
De acordo com o projeto da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) nos primeiros dias de outubro, o órgão municipal faria uma campanha educativa para orientar os motoristas como funcionaria o fluxo na via. A proposta é de que as vias prioritárias para ônibus sejam implantadas em outras avenidas da cidade.

Ao longo da Avenida Colares Moreira, onde existe a faixa preferencial para ônibus, não existe nenhum tipo de fiscalização que proíba outros motoristas de trafegarem por ela. "Até agora, eu acho que ainda está permitido. Por isso ando com o carro. Mas quando não for mais permitido, vou usar as outras faixas mesmo", disse a comerciante Luciana Santos.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de São Luís, que afirmou que os motoristas estão passando por uma fase de adaptação e que, futuramente, irá intensificar a fiscalização na região. Veja a nota na íntegra:

"A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informa que a faixa é considerada preferencial e não exclusiva para ônibus, por conta da existência de conversões à direita para realização de retornos e cruzamentos. A secretaria acrescenta que os condutores estão passando por um período de adaptação para que compreendam a importância da faixa preferencial para a melhoria da mobilidade urbana. Após esse período, a SMTT irá intensificar a fiscalização a fim de notificar os infratores com base nas penalidades previstas em lei, conforme o CTB."

Informações: G1 MA


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960