Túnel exclusivo de ônibus vai ligar avenida do Estado à Radial Leste

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

O projeto do primeiro túnel exclusivo para ônibus, que ligará o viaduto Antonio Nakashima, na região da avenida do Estado à avenida Alcântara Machado (Radial Leste), na zona leste será apresentado nesta sexta-feira (17) pela prefeitura da cidade. O túnel, que terá 700 metros de extensão, integra as obras de construção do corredor de ônibus Radial Leste 1, previsto para ter um total de 12 km e investimentos de R$ 455 milhões. 

O Corredor Radial Leste 1 passará por toda a Radial Leste desde a estação Dom Pedro, da linha-1 Vermelha, na região central, até até a estação Vila Matilde, na zona leste. Além do túnel exclusivo para ônibus, o corredor também contará com piso rígido e faixa de ultrapassagem nas paradas.

O corredor deverá beneficiar 220 mil pessoas por dia. Outros dois corredores, o Radial Leste 2, com 5 km e o Leste com 14 km, completarão todo a extensão da avenida até chegar ao Terminal Itaquera, que também está sendo modernizado com recursos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento).  

Além desta obra, outros três novos corredores de ônibus estão sendo construídos ou em obras na capital. Com extensão de 8 km, o Corredor da M'boi Mirim, na zona sul, está recebendo a reconfiguração total das paradas, fim de pontos à direita com realocação à esquerda, a readequação do sistema de informação ao usuário e a implantação de alça de retorno no Terminal Guido Caloi.

As guias e calçadas da Estrada do M'Boi Mirim também estão passando por readequação e o novo passeio atenderá as normas de acessibilidade com padronização da largura, com eliminação dos degraus e desníveis. A obra tem investimentos de R$ 99 milhões e foi iniciada em novembro do ano passado. 

As obras de canalização do córrego Ponte Baixa, também na zona sul, na região da rua Guilherme Valente com a avenida Luiz Gushiken, fazem parte do pacote de intervenção e já foram entregues pela prefeitura. Além da avenida, foram entregues dois viadutos da obra, a canalização do trecho entre o desemboque no canal do Guarapiranga e Terminal de ônibus com 1.300 metros e o coletor tronco de esgotos em ambas as margens em uma extensão de 800 metros.

Também já foi concluído o remanejamento da adutora de água potável de diâmetro 1.200 milímetros. Ainda estão em execução a continuação da canalização e do sistema viário entre Guilherme Valente e José Barros Magaldi com 560 metros e a execução da canalização do córrego Jardim Letícia, além de outras intervenções.

Com investimentos de R$ 45 milhões, a implantação do Corredor Berrini, também na zona sul, prevê faixa de ultrapassagem nas paradas, cobrança desembarcada e pavimento rígido. O corredor terá 3,3 km de extensão.  

O Corredor Inajar de Souza, zona norte, terá 14,6 km de extensão. A via exclusiva à esquerda terá pavimento rígido e nas paradas, será implantado rebaixamento de calçada na travessia de pedestres. Os pontos terão os novos modelos e o canteiro central contará com ciclovias. O corredor terá investimentos de R$ 170 milhões. 

Informações: R7.com

Leia também sobre:

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960