Grande Recife, Empresas que venceram licitação prestam péssimos serviços a população

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

O que era para ser um sinal de melhoria nos serviços prestados depois da licitação feita pelo consórcio grande recife de transportes, órgão que gerencia o sistema e também pela parte do governo do estado não se aplica ainda a algumas empresas de ônibus que venceram a licitação pública realizada este ano. São ônibus velhos, sujos e desconfortáveis, muitos deles não conseguem nem terminar a viagem deixando usuários totalmente prejudicados.

As empresas relatam as velhas desculpas que estão operando no vermelho deixando a operação dentro de seus limites, mas o que de fato importa é que os usuários nada tem haver entre essa briga de empresa e empregados que ocasionou 04 paralisações somente este ano e em entre empresa e Governo do Estado sobre a parte financeira do sistema.

O que estamos vendo é um enorme numero de ônibus velhos circulando pela cidade e nada sendo feito em termos de fiscalização para proibir esses ônibus de circularem.

Uma das empresas que mais chamam atenção negativamente é a Expresso Vera Cruz que venceu a licitação e presta serviços que deixam a desejar, ônibus velhos, sujos e muito desconfortáveis deixam usuários totalmente insatisfeitos. A relatos de baratas e até de goteiras dentro dos coletivos, isso sem falar que muitos desses ônibus já ultrapassaram a idade máxima permitida de 08 anos, no caso da Expresso Vera Cruz é possível vermos ônibus com 10 anos de operação. 
Quem mais sofre são usuários dos terminais integrados, pois a empresa ainda coloca ônibus velhos e com duas portas dificultando e muito o embarque dos usuários.
Há casos registrados pelos usuários de volante que saiu na hora da viagem, outros de bancos soltos, existem até ônibus que nem fios da cigarra existem deixando o motorista e os usuários em apuros, é na base do grito ‘’vai descer’’, um verdadeiro absurdo.

Nem a compra recente de 35 novos ônibus pela empresa conseguiu amenizar a situação que já duram alguns anos para os usuários da zona sul.
Empresa Rodoviária Metropolitana também é alvo de reclamações dos usuários, principalmente no TI de Camaragibe

Outra Empresa que já aparece nas estatísticas negativas de quebras é a Rodoviária Metropolitana, onde também há relatos de muitas quebras, ônibus articulados com borracha rasgadas e casos também de falta de renovação de frota.

A outra com muitas reclamações é a Caxangá, que está rodando com ônibus velhos em muitas linhas, sendo estes com mais de 10 anos de operação, isso sem falar relatos de coletivos circulando sem o alçapão, no qual em dias de chuva, usuários abrem o guarda-chuva dentro do ônibus.

Blog Meu Transporte


0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960