Curitiba: Ligeirinho Fazenda Rio Grande ganha estação na Linha Verde

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Usuários do ligeirinho Fazenda Rio Grande, que liga o município vizinho ao Centro de Curitiba, agora têm mais um ponto de parada na Linha Verde. Localizada na parte nova da Linha Verde Sul, entre a Estação São Pedro e a Rua Isaac Ferreira da Cruz, a nova estação tubo atende a uma reivindicação da comunidade e beneficia principalmente quem mora ou trabalha nesta região. Até agora, alí só paravam linhas alimentadoras.

A estação Manoel Soares Lima entrou em operação na semana passada e vem registrando uma média de 100 usuários por dia. Até então, o Ligeirinho Fazenda Rio Grande seguia direto até a estação tubo Marechal Floriano, na Linha Verde, onde é possível fazer conexão com os ônibus expresso Boqueirão, Circular Sul e Pinheirinho/Carlos Gomes. No sentido contrário, a partir da estação Marechal Floriano o ônibus só parava em Fazenda Rio Grande.

“Uma parada no meio do caminho é excelente”, diz Fabio Miguel Jordão, que mora em Fazenda Rio Grande e trabalha em uma loja de materiais de construção, localizada neste trecho da Linha Verde. “Quando soube que a nova estação era para o Ligeirinho, não tive dúvida, passei a usar este ônibus ao invés do alimentador, que vem parando ao longo do caminho”. Fabio conta que agora entra no ônibus em Fazenda Rio Grande e vai direto ao trabalho. “Isso é muito bom. Não tem nenhuma parada antes, vem rápido. Tem muita gente que trabalha por aqui e mora em Fazenda Rio Grande e com certeza à medida em que as pessoas vão sabendo da estação, passam a usar esse ônibus também”, diz ele.

Outra vantagem é a facilidade de deslocamento para o Centro, onde costuma fazer cursos promovidos pela empresa. “Agora, quando preciso ir para a faculdade da empresa, que fica na Rua Tibagi, pego ônibus aqui na frente e vou direto até a Rodoferroviária", diz Jordão. Colega de trabalho, Matheus Jackson Nenemann, que utiliza a linha Fazenda Rio Grande/Pinheirinho, só utiliza a nova estação quando precisa se deslocar para outros bairros. “Outro dia tinha um compromisso, já estava atrasado, mas cheguei muito rápido. Desci na estação Marechal e peguei o Circular Sul parando no Portão. Foi ótimo”, conta.

A implantação da estação Manoel Soares Lima também atende estudantes da Faculdade Tecnológica Tupy, da Sociedade Educacional Santa Catarina (Sociesc). Segundo o responsável pela segurança da portaria da faculdade, um grande número de alunos está utilizando o novo tubo. Antes, boa parte destes alunos desembarcava no Terminal Pinheirinho e seguia a pé até a faculdade, a cerca de um quilômetro.

A conclusão, em maio deste ano, da primeira etapa do projeto de ampliação da Linha Verde Sul também reduziu, em cerca de um quilômetro, o trajeto percorrido pelo Ligeirinho Fazenda Rio Grande que antes, seguia por dentro do bairro para chegar à Linha Verde, na altura do Terminal Pinheirinho. Agora, ele entra direto na Linha Verde por onde segue até a Avenida Senador Salgado Filho, na qual faz uma parada na Estação PUC. O restante do trajeto inclui as estações Paiol, Rodoferroviária e Carlos Gomes, no Centro.

O Ligeirinho Fazenda Rio Grande tem sete ônibus com portas dos dois lados, o que permite a parada nas estações da Linha Verde. Outros 13 ônibus, complementam a frota, fazendo o mesmo trajeto mas sem paradas na Linha Verde.

O novo trecho da Linha Verde Sul é uma obra que estava paralisada e foi retomadas na atual gestão, com a realização, inclusive, de uma nova licitação. Entregue em maio deste ano, o trecho tem 1,7 quilômetro - entre as ruas Cid Marcondes de Albuquerque e Isaac Ferreira da Cruz, na região do Pinheirinho.

Informações: Urbs

0 comentários:

Seja Mais Um a Curtir o Blog Meu Transporte

 
 
 

O Brasil está pagando um preço alto pela falta de mobilidade

Hibribus (ônibus híbrido-elétrico) de Curitiba é elogiado por especialistas

Exemplo: Nova York ganhou 450 quilômetros de ciclovias em 04 anos

Brasil tem mais de cinco mil vagões de trem sem uso parados em galpões

Ônibus em corredores exclusivos é tão bom quanto o metrô

Os ônibus elétricos do Recife começaram a circular em junho de 1960